FENAGRO expõe toda a cadeia produtiva de cana-de-açúcar

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Cachaça, vinagre, rapadura, doces, álcool, adubo, alimentação animal, levedura, licores e energia. Esses dez principais derivados da cana-de-açúcar para a agricultura familiar, que representam alternativas vantajosas, estão sendo apresentados ao público visitante do espaço ‘A Vida no Campo’, projeto desenvolvido pela Secretaria da Agricultura (Seagri), integrante da programação da 23ª Fenagro, no Parque de Exposições de Salvador.
Para a cadeia foi projetado um protótipo de miniusina voltado às demonstrações de todo o processo. Visitantes, orientados por técnicos da EBDA, podem conferir uma coluna de álcool onde, do resíduo da cachaça e da rapadura, é produzido o etanol, que pode ser utilizado em veículos automotivos ou na produção de álcool para assepsia.
“Trouxemos para o espaço equipamentos usados no dia a dia do produtor como a moenda, utilizada na moagem da cana e extração do caldo, e a torna de fermentação, onde o caldo é adicionado à água potável mais leveduras naturais para produção de um mosto ou mistura”, explica o especialista da EBDA, Nelson Luz Pereira.
Também são demonstradas as etapas seguintes, que envolvem os processos de decantação, evaporação e condensação no alambique, resultando três frações denominadas cabeça, calda e coração, quando acontece a homogeneização para a produção do etanol (cabeça e calda) e onde é gerado o álcool para a produção de cachaça de qualidade (coração).
Tudo é aproveitado 
“O resíduo do destilado, conhecido como vinho ou vinhoto é poluente ao meio ambiente, mas trabalhado de forma racional, pode ser transformado em biogás, biofertilizante, fertirrigação, compostagem e alimentação animal”, esclarece Pereira.
Na miniusina de processamento o visitante conhece o tacho, equipamento onde a sacarose se concentra e é transformada em melado, açúcar cristal, rapadura, açúcar mascavo e doces com frutas. O resíduo também pode ser utilizado no fabrico de alimentação animal, compostagem e etanol.
Produção de cachaça

Segundo dados da Seagri, a produção baiana aproximada de cana-de-açúcar em 2010 é de 5,6 milhões de toneladas, que representa um crescimento de 6% em relação à última safra, que foi de 5,2 milhões. Na microrregião de Abaíra, que envolve os municípios de Jussiape, Mucugê, Piatã e o próprio município de Abaíra, a produção de cachaça é a maior do país e equivale a 10 milhões de litros por ano.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113724 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]