Embasa paga multas que chegam a R$ 40 mil por mês, diz diretor do PROCON em Feira

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Só neste mês de novembro a Coordenadoria Municipal de Defesa do Consumidor (Procon) registrou  1.896 queixas e 155 processos. A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) continua a liderar a lista sendo responsável por cerca de 90 queixas, seguida da Coelba, além de empresas de telefonia, redes de cartões de crédito, supermercados e lojas de eletrodomésticos.

De acordo com informações cedidas pelo diretor do órgão Kelton Arapiraca, diante da situação em que se encontra a Embasa, uma ação civil pública deverá ser proposta contra a mesma. “A Embasa paga multas que chegam a R$ 40 mil por mês, mas não consegue solucionar os problemas dos consumidores e continua descumprindo algumas determinações”, afirma.
Para o chefe de Fiscalização, Jorge Marques, as  queixas principais, registradas contra a Embasa, estão relacionadas aos valores cobrados que em alguns casos não correspondem ao consumo. “Casas residenciais recebem contas com valores do consumo de indústrias, e somente 10% dos casos são resolvidos”, explica.
A Coelba ocupa o segundo lugar com registros de 50 queixas, seguida pelas empresas a Rede Ibicard com 44 ; a Oi com 42 ; Itaucard e 39; e a Embratel com 33; Bradesco 32; Credicard 31; Tim 28; Hipercard 27; G.Barbosa 20; Claro 17; Banco do Brasil 17; Starcell 16; Vivo 14; Fininvest 14; BMG 14; Itaú 13; Caixa Econômica Federal 13; Insinuante 13; Banco Santander 12; Consul 12; LG 12;  Americanas 12. As empresas Panamericano, Nokia, HP, Ricardo Eletro e Ponto Frio finalizaram o mês com dez reclamações cada.
Quanto aos processos, a Embasa teve 31 registros e a Coelba com 21; as lojas Insinuante e G.Barbosa com 16 processos, cada, enquanto a loja Starcell ocupa o quinto lugar com 13 processos, Ricardo Eletro com 10 processos abertos.
As empresas Embratel 10; Fogão de Ouro 9; S&A celulares 9; Ibicard 8; Samsung 8; Huawei 8; Tim 7; Bompreço 7; LG 6 Eletrolux 5; Feiratec 5; C&A 5; Nokia 5; Ligcell 5; Casas Bahia 5; Brastemp 5; Americanas 5; FTC 5; Positivo 5; CCE, Ponto Frio, Caixa Econômica Federal, Oi, Sort Informática, todos com quatros processos abertos.
Queixas contra fornecedores de bens e serviços podem ser registradas nas unidades do órgão instaladas na avenida Maria Quitéria, 2.441, e no prédio do Centro de Atendimento ao Feirense (Ceaf), na rua Barão de Cotegipe, Centro. Mais informações pelo telefone (75) 3603-8457.
Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112630 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]