Chip do boi está pronto para comercialização

O chip que permite o monitoramento do gado de forma barata e eficiente está pronto para ser comercializado. Os testes finais do chip do boi foram apresentados nesta quarta-feira (08/12/2010) no Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) e reuniu representantes da empresa, de parceiros na empreitada e do ministério.

O presidente do Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada (Ceitec) Cylon Gonçalves da Silva disse que o chip de boi é o primeiro equipamento comercial da Ceitec. Os testes foram iniciados na cidade de Presidente de Morais (MG), em novembro de 2009. Em parceria com Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), o chip foi testado em 250 vacas leiteiras e teve 100% de funcionamento.

O aparelho é armazenado num equipamento que se assemelha a um brinco implantado na orelha do animal e registra informações captadas por meio de um leitor eletrônico de tecnologia RFID (Identificação por Radiofreqüência). Cylon explicou que o próximo passo da Ceitec é avançar os estudos a cerca do chip para que o produto tenha condições de coletar maior quantidade de informações sobre o animal. “Pretendemos alcançar até 2014 o certificado ISO (International Organization for Standardization) para atender as demandas de nossos potenciais clientes”, disse.

Com o equipamento, a pesagem do boi é feita em poucos minutos e os erros no controle manual do gado são eliminados, já que a organização das informações é totalmente eletrônica.

Um dos principais diferenciais do equipamento é o custo, cerca de R$ 3 a unidade, menos da metade do valor dos chips similares importadas. “O chip armazena o histórico do boi, por onde passou, quando foi vacinado, quem são os pais. O produto é importante para garantir a qualidade e a rastreabilidade da carne que estaremos vendendo para o exterior”, disse o ministro Sérgio Rezende.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]