Macaúbas: Secretário de Comunicação acusado de pedofilia foi preso por policiais do MP

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

Após investigações efetuadas pelo Ministério Público estadual, foi preso na última quinta-feira, dia 4, o secretário de Comunicação do município de Macaúbas (situado a 700 km de Salvador), José Gricélio dos Santos, acusado de pedofilia. A prisão foi efetuada no povoado de Açude, nas imediações da residência de Gricélio, por dois policiais militares do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e por um policial do Núcleo de Inteligência Criminal (NIC) do MP, em uma operação articulada pelos promotores de Justiça Paulo Gomes e Gervásio Lopes, que atuam no Gaeco.

No momento da prisão, o acusado andava de moto enquanto um adolescente dirigia seu carro. José Gricélio é investigado por crime de estupro a vulnerável, extorsão a autoridades, associação para o tráfico de drogas e por possuir fotografias e filmagens pornográficos de crianças e adolescentes.

As investigações que resultaram na prisão do secretário de Comunicação foram realizadas pelo Ministério Público e, ao contrário do divulgado na imprensa, não havia investigações contra o secretário de Comunicação na Polícia Civil do município, conforme informou o promotor de Justiça Paulo Gomes. O MP começou a investigá-lo após a promotora de Justiça Juliana Rocha solicitar ao NIC que investigasse os supostos crimes cometidos por Gricélio. Em setembro, o NIC enviou o relatório produzido ao Gaeco, que abriu um procedimento investigatório criminal para apurar os fatos.

“Das investigações, surgiram provas suficientes para requerer a prisão e mandados de busca e apreensão na residência do investigado e na Secretaria de Comunicação do Município”, salientou o promotor de Justiça Paulo Gomes. Após a prisão efetuada pelos policiais militares do MP, José Gricélio foi encaminhado para o Fórum do município, onde foi interrogado. Os promotores de Justiça requereram ao delegado local a instauração de inquérito policial para apurar os possíveis crimes cometidos pelo secretário. Quatro vítimas prestaram depoimentos, além de seus pais e outras testemunhas. “Acreditamos que, com a prisão do secretário, outras vítimas sejam ouvidas pelo delegado do município”, informou Paulo Gomes.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113775 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]