Vereadores avaliam desempenho nas urnas de candidatos feirenses

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
As vitórias e derrotas nas urnas das eleições de 2010, sobretudo, dos políticos de Feira de Santana, foi o assunto dos vereadores, no horário do pequeno expediente, na sessão legislativa.  Reinaldo Miranda – Ronny – (PMN) foi o primeiro vereador a se pronunciar na tribuna da Casa da Cidadania. O edil parabenizou a primeira dama Graça Pimenta e o radialista Carlos Geilson, que lograram êxito para o cargo de deputado estadual e destacou também o triunfo nas urnas do deputado Fernando Torres, que será o único representante feirense na Câmara Federal.
“Fernando Torres brigou contra os leões, ele brigou contra as parcerias, os políticos que trouxeram para Feira de Santana. Ele lutou bravamente com os verdadeiros amigos, com as lideranças e seus familiares. Ele foi um herói, visto que muitos não imaginavam ele chegar nem na 7ª posição. Trouxeram os principais rivais de Fernando Torres, de mandatos na Câmara Federal, para dentro do seu maior reduto eleitoral, que é Feira de Santana, mas nem por isso, ele deixou de ser o 2º deputado mais bem votado de Feira de Santana e o 2º deputado do DEM mais votado”, declarou Ronny.
Para Ronny, o apoio de Fernando Torres decidirá as eleições de prefeito em Feira de Santana.  “A partir dessa vitória, abaixo de Deus, Fernando Torres é o político feirense que irá decidir a trajetória final da eleição de 2012.
O vereador José Sebastião – Bastinho – (PRTB) também teceu elogios aos candidatos feirenses que foram eleitos: Fernando Torres (79.204 votos), Graça Pimenta (64.935 votos), Carlos Geilson (37.205 votos), Zé Neto (81.223 votos) e José de Arimatéia (56.896 votos). Todavia, ele lamentou a derrota nas urnas do deputado Federal Colbert Martins Filho, que concorreu a reeleição.
Na sequência, Bastinho – que foi um dos coordenadores da campanha do deputado Fernando Torres – agradeceu todas as pessoas que contribuíram com o futuro deputado federals. “Nós que fizemos parte da campanha do deputado Fernando Torres temos a consciência que ele reconhecerá os valores de cada um. Em nosso grupo político não precisou de ninguém denegrir a imagem do outro pra dizer quem trabalhou mais. O que precisou lá foi que cada um arregaçasse as mangas e mostrasse os seus trabalhos e os seus valores”, afirmou Bastinho.  Conforme ele, a partir de 2011, Feira de Santana será contemplada com projetos e verbas, mediante o mandato do mais novo  deputado Federal feirense.
A vereadora Eremita Mota (PP) salientou que cumpriu seu papel, com bastante trabalho, no que tange as campanhas dos seus candidatos a deputado federal e estadual.  “Eu fico feliz com a vitória de Graça Pimenta. Esperava mais votos em Feira de Santana, mas infelizmente, o prefeito Tarcízio Pimenta está com o mandato ainda engessado, visto que muitas pessoas fazem parte do outro governo”. Segundo Eremita, “alguns indivíduos marcaram presença nas caminhadas, declararam apoio a Graça Pimenta, em virtude de assegurarem o emprego, mas não votaram na candidata”.
O vereador Luiz Augusto – Lulinha – (DEM), que obteve, em todo o estado da Bahia, 9.245 votos para deputado estadual, agradeceu, sobretudo, aos eleitores feirenses pelos 8.100 votos em Feira de Santana. O edil se declarou um vitorioso nas urnas. De acordo  com Lulinha, suas lideranças e amigos foram bastante pressionados, nos últimos meses, para não votarem nele, inclusive, na véspera da eleição.
“Mesmo assim, nossos amigos se empenharam, não tiveram medo, foram comigo para as ruas e, por conta disso, nós conseguimos em Feira mais de 8 mil votos. Sozinho, praticamente sozinho, sem dinheiro, pois a máquina não esteve do meu lado. Aqueles que eu apoiei, que eu vesti a camisa, não acreditaram na minha campanha, pelo contrário, fizeram foi tirar o que eu tinha conquistado. Mas a luta Continua”, desabafou Lulinha.
O edil Ângelo Almeida (PT), que também disputou a eleição para o cargo de deputado estadual, fez agradecimentos aos eleitores pelos 25.025 votos obtidos nas urnas. Na oportunidade, o petista lamentou “a perca, por parte de Feira de Santana, de dois deputados federais, do nível e da qualidade de Colbert Martins e de Sérgio Carneiro. Acho que Feira amanhece hoje triste, embora a gente tenha também que parabenizar a vitória do deputado Fernando Torres e dos demais candidatos feirenses que foram eleitos. Um festejo especial ao nosso colega José de Arimatéia”.
O vereador Marialvo Barreto (PT) também elogiou os candidatos feirenses eleitos e os vereadores que disputaram as eleições. Ele também agradeceu aos seus eleitores pelos 12.834 votos que conquistou nas urnas, na disputado de uma vaga na Assembléia Legislativa.
O petista também lamentou a ausência de Colbert e Sérgio Carneiro na Câmara Federal. “A sociedade de Feira tem que procurar saber quem foi que transferiu daqui 7.433 votos para ACM Neto, bem como 7.390 votos para Marcio Marinho, 4.600 votos para Tonha Magalhães, 4.284 votos para Marcos Medrado,  3.647 votos para Valmir, 3.116 votos para José Nunes, ajudando a tirar Sérgio e Colbert. Ou seja, quem foram os políticos que ajudaram a empobrecer politicamente a cidade de Feira de Santana?”.
Em seguida, o edil Roque Pereira (PT do B), Roberto Tourinho (PSB) e Antônio Francisco Neto – Ribeiro – (DEM), Carlos Alberto – Frei Cal – (PMDB) e Ewerton Carneiro – Tom – (PTN), também comentaram os resultados das urnas, enfatizando suas alegrias e decepções.
Ex-vereadores homenageados com a Medalha Dival Machado
“O vereador tem dupla função na sociedade: ele é a voz da sociedade que representa e, ao mesmo tempo, é o fiscal do Poder Executivo”. A afirmação foi feita pelo presidente da Câmara Municipal, Antônio Carlos Passos Ataíde, na noite de sexta-feira (1º), ao encerrar a sessão solene em homenagem ao Dia Nacional do Vereador, quando seis ex-vereadores foram homenageados pela Casa da Cidadania.
 O presidente destacou ainda que “o vereador é o mais legítimo representante do povo”, pelo fato de estar mais próximo da comunidade para ver e ouvir os seus problemas, além de atuar como intermediário junto ao poder público. Cabe ao vereador, conforme frisou Antônio Carlos Passos Ataíde, “cobrar ao poder público obras e serviços que melhorem a qualidade de vida da população”.
 O papel do legislador foi ressaltado também pelo vereador Justiniano França, ao saudar os homenageados e convidados. “A Casa reconhece nestes homens o trabalho realizado dentro e fora do parlamento”, disse, referindo-se aos ex-vereadores contemplados com a Medalha Dival Figueiredo Machado, destacando o trabalho de cada um no desempenho das atividades legislativas.
 Este ano a Câmara Municipal homenageou os ex-vereadores Genésio Serafim de Lima, Etevaldo Santos de Jesus, Jair Santos de Jesus, Maurício Carvalho, Antônio Joel Barbosa e Renildo Brito. Os três últimos foram representados na solenidade por Adilson Guimarães, Luís Antônio Macedo Cruz e Iara Goldim Brito, respectivamente. O ex-vereador José Benedito da Hora, também indicado para receber a medalha, não compareceu nem enviou representante.
 Durante a solenidade, o cerimonial da Casa da Cidadania distribuiu canetas personalizadas para os vereadores da atual legislatura. A mesa foi composta pelo presidente e os vereadores Roberto Tourinho e Justiniano França, representando a Comissão Especial responsável pela escolha dos homenageados.
As vitórias e derrotas nas urnas das eleições de 2010, sobretudo, dos políticos de Feira de Santana, foi o assunto dos vereadores, no horário do pequeno expediente, na sessão legislativa.  Reinaldo Miranda – Ronny – (PMN) foi o primeiro vereador a se pronunciar na tribuna da Casa da Cidadania. O edil parabenizou a primeira dama Graça Pimenta e o radialista Carlos Geilson, que lograram êxito para o cargo de deputado estadual e destacou também o triunfo nas urnas do deputado Fernando Torres, que será o único representante feirense na Câmara Federal.
“Fernando Torres brigou contra os leões, ele brigou contra as parcerias, os políticos que trouxeram para Feira de Santana. Ele lutou bravamente com os verdadeiros amigos, com as lideranças e seus familiares. Ele foi um herói, visto que muitos não imaginavam ele chegar nem na 7ª posição. Trouxeram os principais rivais de Fernando Torres, de mandatos na Câmara Federal, para dentro do seu maior reduto eleitoral, que é Feira de Santana, mas nem por isso, ele deixou de ser o 2º deputado mais bem votado de Feira de Santana e o 2º deputado do DEM mais votado”, declarou Ronny.
Para Ronny, o apoio de Fernando Torres decidirá as eleições de prefeito em Feira de Santana.  “A partir dessa vitória, abaixo de Deus, Fernando Torres é o político feirense que irá decidir a trajetória final da eleição de 2012.
O vereador José Sebastião – Bastinho – (PRTB) também teceu elogios aos candidatos feirenses que foram eleitos: Fernando Torres (79.204 votos), Graça Pimenta (64.935 votos), Carlos Geilson (37.205 votos), Zé Neto (81.223 votos) e José de Arimatéia (56.896 votos). Todavia, ele lamentou a derrota nas urnas do deputado Federal Colbert Martins Filho, que concorreu a reeleição.
Na sequência, Bastinho – que foi um dos coordenadores da campanha do deputado Fernando Torres – agradeceu todas as pessoas que contribuíram com o futuro deputado federals. “Nós que fizemos parte da campanha do deputado Fernando Torres temos a consciência que ele reconhecerá os valores de cada um. Em nosso grupo político não precisou de ninguém denegrir a imagem do outro pra dizer quem trabalhou mais. O que precisou lá foi que cada um arregaçasse as mangas e mostrasse os seus trabalhos e os seus valores”, afirmou Bastinho.  Conforme ele, a partir de 2011, Feira de Santana será contemplada com projetos e verbas, mediante o mandato do mais novo  deputado Federal feirense.
A vereadora Eremita Mota (PP) salientou que cumpriu seu papel, com bastante trabalho, no que tange as campanhas dos seus candidatos a deputado federal e estadual.  “Eu fico feliz com a vitória de Graça Pimenta. Esperava mais votos em Feira de Santana, mas infelizmente, o prefeito Tarcízio Pimenta está com o mandato ainda engessado, visto que muitas pessoas fazem parte do outro governo”. Segundo Eremita, “alguns indivíduos marcaram presença nas caminhadas, declararam apoio a Graça Pimenta, em virtude de assegurarem o emprego, mas não votaram na candidata”.
O vereador Luiz Augusto – Lulinha – (DEM), que obteve, em todo o estado da Bahia, 9.245 votos para deputado estadual, agradeceu, sobretudo, aos eleitores feirenses pelos 8.100 votos em Feira de Santana. O edil se declarou um vitorioso nas urnas. De acordo  com Lulinha, suas lideranças e amigos foram bastante pressionados, nos últimos meses, para não votarem nele, inclusive, na véspera da eleição.
“Mesmo assim, nossos amigos se empenharam, não tiveram medo, foram comigo para as ruas e, por conta disso, nós conseguimos em Feira mais de 8 mil votos. Sozinho, praticamente sozinho, sem dinheiro, pois a máquina não esteve do meu lado. Aqueles que eu apoiei, que eu vesti a camisa, não acreditaram na minha campanha, pelo contrário, fizeram foi tirar o que eu tinha conquistado. Mas a luta Continua”, desabafou Lulinha.
O edil Ângelo Almeida (PT), que também disputou a eleição para o cargo de deputado estadual, fez agradecimentos aos eleitores pelos 25.025 votos obtidos nas urnas. Na oportunidade, o petista lamentou “a perca, por parte de Feira de Santana, de dois deputados federais, do nível e da qualidade de Colbert Martins e de Sérgio Carneiro. Acho que Feira amanhece hoje triste, embora a gente tenha também que parabenizar a vitória do deputado Fernando Torres e dos demais candidatos feirenses que foram eleitos. Um festejo especial ao nosso colega José de Arimatéia”.
O vereador Marialvo Barreto (PT) também elogiou os candidatos feirenses eleitos e os vereadores que disputaram as eleições. Ele também agradeceu aos seus eleitores pelos 12.834 votos que conquistou nas urnas, na disputado de uma vaga na Assembléia Legislativa.
O petista também lamentou a ausência de Colbert e Sérgio Carneiro na Câmara Federal. “A sociedade de Feira tem que procurar saber quem foi que transferiu daqui 7.433 votos para ACM Neto, bem como 7.390 votos para Marcio Marinho, 4.600 votos para Tonha Magalhães, 4.284 votos para Marcos Medrado,  3.647 votos para Valmir, 3.116 votos para José Nunes, ajudando a tirar Sérgio e Colbert. Ou seja, quem foram os políticos que ajudaram a empobrecer politicamente a cidade de Feira de Santana?”.
Em seguida, o edil Roque Pereira (PT do B), Roberto Tourinho (PSB) e Antônio Francisco Neto – Ribeiro – (DEM), Carlos Alberto – Frei Cal – (PMDB) e Ewerton Carneiro – Tom – (PTN), também comentaram os resultados das urnas, enfatizando suas alegrias e decepções.
Eleição para o Congresso foi uma derrota para o município, afirma frei Cal
 O vereador Carlos Alberto Costa Rocha, do PMDB, o Frei Cal, lamentou o resultado das eleições em Feira de Santana, no que diz respeito à disputa pela Câmara Federal. Ele salientou que foi uma derrota para o município, a não reeleição dos deputados Colbert Martins e Sérgio Carneiro. O Município conseguiu eleger apenas um deputado federal, Fernando Torres, que deixa a Assembléia Legislativa.
“Ouvi de um cidadão, esta manhã, que Feira de Santana amanhece de luto. Sou obrigado a concordar com esse raciocínio. A cidade sofre perdas graves nesse processo eleitoral”, disse o peemedebista.
O vereador Justiniano França declarou que Feira de Santana atinge uma representatividade muito aquém do potencial da cidade. Ele cumprimentou os eleitos para a Assembléia Legislativa e Câmara Federal, afirmando que estes terão pela frente uma “grande responsabilidade”.
A vereadora Cíntia Machado comemorou a eleição dos seus candidatos nestas eleições, o governador Jaques Wagner, a senadora Lídice da Mata, o deputado federal Sérgio Brito e o estadual Targino Machado. “Especialmente a vitória do candidato Targino Machado, seu tio, que ‘estourou’ de votos em Humildes”, salientou.
 
Para David Neto, Fernando Torres tem potencial e deve ser cobrado por vereadores que lhe deram apoio
O vereador David Neto parabenizou os candidatos eleitos que têm relação com Feira de Santana. Mencionou os nomes dos deputados Fernando Torres, Zé Neto, José de Arimatéia, Carlos Geilson e Graça Pimenta, lamentando pela derrota eleitoral de candidatos como Colbert Filho, Sérgio Carneiro e outros.
Sobre Fernando Torres, único deputado federal eleito por Feira de Santana, David Neto disse que ele tem potencial. Recomendou que os vereadores que o apoiaram possam cobrar apoios para Feira de Santana. “Ele sabe buscar. Cobrem, pois ele poderá ser um bom deputado federal”.
O vereador Ailton Araújo conclamou os deputados eleitos por Feira de Santana a darem atenção especial à juventude. “É preciso uma forte ação voltada para políticas públicas sociais, culturais e esportivas, que ajudam na formação do caráter dos mais jovens”, afirmou.
Um dos vereadores que apoiaram o radialista Carlos Geilson, eleito deputado estadual, Ailton ressaltou que o que mais influenciou na vitória do candidato foi sua boa conduta e os serviços prestados no município através da imprensa. “Esperamos que atenda a indicações e ouça opiniões. Juntos, podemos corresponder às expectativas em torno do seu mandato”.
Luiz Augusto perde eleição, mas garante que José Nunes vai honrar compromisso com Feira
O vereador Luiz Augusto de Jesus (Lulinha), que foi candidato a deputado estadual pelo Democratas, mas não conseguiu a eleição, disse, em pronunciamento na sessão desta segunda-feira na Câmara Municipal, que Feira de Santana terá o apoio, na Câmara Federal, do deputado José Nunes, com quem ele fez “dobradinha” neste município.
“O deputado federal José Nunes vai trabalhar por Feira de Santana. Estou feliz com a eleição dele. Ele obteve quase 3,5 mil votos aqui, fora a microrregião. Ganhei um deputado federal a quem poderei cobrar emendas para várias localidades de Feira de Santana”, declarou Lulinha.
Quanto a sua própria votação, Luiz Augusto disse estar satisfeito, diante das dificuldades que enfrentou. Observou ainda que o deputado Fernando Torres teve um desempenho abaixo da expectativa em Feira de Santana. “Para que se tenha uma idéia, quando foi eleito para seu atual mandato, o deputado Fernando de Fabinho, que é do Democratas, obteve 53 mil votos em Feira. Fernando Torres teve cerca de 35 mil votos. Não foi o esperado”. Ele lamentou a não reeleição de Colbert Martins e Sérgio Carneiro.
 
“Comunidades terão o olhar do futuro deputado federal Fernando Torres”, diz Reinaldo Miranda
 “O deputado Fernando Torres, destemido, nunca baixou a cabeça e sempre teve confiança”, enfatizou o vereador Reinaldo Miranda (Ronny). “Alguns diziam que Fernando perderia a eleição, por estar disputando a eleição com candidatos considerados fortes. Ele não desanimou. Estava certo de que receberia os votos necessários em municípios onde trabalhou e honrou compromissos”, disse ele.
Ronny lembrou que, na história da política da Bahia, só ACM Neto teve a duplicação de votos de uma eleição para outra. Enquanto isso, Fernando Torres triplicou sua votação em seu principal reduto eleitoral. “Fomos no caminho certo. As futuras decisões eleitorais em Feira de Santana vão necessariamente passar por seu mandato”.
O vereador afirmou  ainda que Fernando Torres assumiu compromissos, ao seu lado, em relação a várias localidades. “Com certeza essas comunidades terão o olhar do deputado, que mostra sua força política”. Para Reinaldo Miranda, o futuro deputado federal constitui hoje uma das maiores lideranças da cidade. “Correu só, com nossa ajuda e de cada liderança e amigo. Enfrentou perseguição. Todos os carros voluntários foram apreendidos. Seus carros de som, quase todos apreendidos, perseguidos. Mas ele mostrou firmeza e perseverança”.
Eleito deputado estadual, Arimatéia promete trabalhar com afinco por Feira de Santana
Deputado estadual eleito, o vereador José de Arimatéia fez hoje (04), um pronunciamento na Câmara Municipal, em que falou de sua vitória no pleito para a Assembléia Legislativa. Disse que recebe a vitória com humildade e agradece a Deus pelo seu retorno ao cargo de deputado – ele já havia cumprindo um mandato parlamentar em 2003.
Arimatéia destacou a eleição do candidato a deputado federal Marcio Marinho, com quem marchou neste pleito. O representante evangélico obteve mais de sete mil votos em Feira de Santana. “Estarei lutando por Feira e pelos municípios da região. A cidade me deu dois mandatos como vereador. Jamais me esquecerei disso”.
Também parabenizou o governador Jaques Wagner, o deputado federal Fernando Torres e os senadores Walter Pinheiro e Lídice da Mata, todos eleitos. Lamentou pelos deputados federais Colbert Martins e Sérgio Carneiro, que não se reelegeram, e pelo ex-deputado Jairo Carneiro, que não conseguiu retornar ao Congresso. “Certamente, serão aproveitados no futuro governo de Dilma Roussef”, prevê.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113826 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]