Prefeito Tarcízio Pimenta pode vir a convidar o deputado Colbert a integrar secretariado

Tarcízio Pimenta, prefeito de Feira de Santana.
Tarcízio Pimenta, prefeito de Feira de Santana.
Tarcízio Pimenta, prefeito de Feira de Santana.
Tarcízio Pimenta, prefeito de Feira de Santana.

O médico Tarcízio Pimenta, prefeito de Feira de Santana, emitiu nota oficial onde tenta esclarecer as recentes demissões que ocorreram no município. Notadamente pessoas próximas do ex-secretário Justiniano França, que voltou a ocupar o cargo de vereador depois de saída silenciosa da PMFS.

Hoje (05/10), o vereador do Democratas, Justiniano França, em pronunciamento na câmara, lembrou que Tarcízio o “assediou” para que o mesmo influenciasse o ex-prefeito José Ronaldo a apoia-lo como candidato. Justiniano, contrariado com as demissões, disse que tentou apoiar Graça Pimenta, mas quando soube que a mesma iria sair candidata, ele, Justiniano, encontrava-se comprometido com outra candidatura.

Quem também perde espaço junto ao governo municipal é o vereador e candidato derrotado, Luiz Augusto de Jesus (Lulinha – DEM). O prefeito declara: “Todo governo passa por uma reorientação depois de um período eleitoral”, justificando as demissões e lembra, “Quem vive na política-partidária sabe que isso não é perseguição”.

Por trás das ações de Tarcízio Pimenta, está o redesenho do governo para os próximos dois anos. O aliado, José Ronaldo, derrotado nas urnas, mas, com expressiva votação em Feira de Santana, deve tentar sair candidato a prefeito e parte considerável da atual administração de Tarzízio Pimenta é formada por “Ronalistas”, estes sempre sendo vistos pelos “Tarcizistas”, como figuras “suspeitas e sabotadores”.

O JGB publicou uma ampla matéria falando sobre a nova reorganização administrativa e política do Governo de Pimenta, com o título: Nos bastidores prefeito de Feira de Santana prepara reforma administrava e troca de secretários. As alianças com objetivo de eleger Graça Pimenta deputada estadual, em especial, com o apoio de ex-prefeitos de cidades como Capim Grosso e Santo Estevão, além da aproximação com o PMDB e o PR dão uma clara dica do que pode vir pela frente. O corte será profundo e o governo de Direita pode vir para o Centro ou Centro-esquerda.

A parte que te cabe

Em rodas políticas comenta-se que Pimenta está disposto a convocar o médico e deputado federal Colbert Martins (PMDB) a integrar o seu governo. O advogado Jairo Carneiro (PP), também é citado como possível membro do novo secretariado e até mesmo a desafeta Eliana Boaventura pode ser convidada. Especulação ou não, só o tempo dirá. O certo é que cortes estão sendo feitos. E novos nomes sendo anunciados. Começaram pelos bairros e distritos, mas não tarda a chegar no Paço Municipal.

Carlos Geilson, eleito Deputado Estadual, sendo o mais votado em Feira com cerca de 300 votos a mais do que José Neto. Após o processo eleitoral chegou batendo e disse que foi sabotado por alguns secretários do governo de Trcízio Pimenta. Com vereadores sob sua liderança e eleito, Geilson vai querer a “parte que lhe cabe neste latifúndio”, obvio que não serão os sete palmos de terra, como dito na poesia do Funeral de um Lavrador, de Chico Buarque. Geilson vai querer indicar secretários que apoiem os seus vereadores no pleito de 2012.

Fisiologismo

O Democratas sempre utilizaram das práticas “fisiológicas”, ou seja, troca de votos por favores e cargos para se manterem na política. Ao ver os seus apoiadores caírem, Justiniano gritou. Este foi o primeiro, mas, não será o último a fazer parte dos que perdem espaço no processo político feirense. Opositor ferrenho de Pimenta, Roberto Tourinho foi sarcástico: “É melhor viver de joelhos do que viver acorrentado” e sentencia com ar de deboche e interrogação: “Se pregava em Feira que haveria rompimento entre o ex-prefeito e o atual. Na Casa, Justiniano talvez seja o vereador com mais ligações com Ronaldo”.

Disputa

O embate José Ronaldo x Tarcízio Pimenta fica cada vez mais próximo. O único que será capaz de debelar os rumores da cisão é o próprio Ronaldo, que vindo a público, pode declara que não será candidato a prefeito em 2012. Mas isto é algo pouco provável, no momento José Ronaldo saboreia uma derrota com densidade, foi o 4º colocado na disputa ao senado, obtendo: 1.092.850 (9,33%) e em Feira de Santana, obteve: 214.599 votos. Foi o político a receber a maior votação em Feira de Santana. Foi mais votado do que Wagner e Dilma, ficando substancialmente a frente de Pinheiro e Lídice, seus concorretes direitos e eleitos no pleito de 2010.

Nota oficial do prefeito de Feira, Tarcízio Pimenta

Eleições sempre geram reorientações

“Todo governo passa por uma reorientação depois de um período eleitoral. É uma situação absolutamente normal desde que existe a política-partidária”.  Argumenta o prefeito Tarcízio Pimenta, desmentindo, categoricamente, que esteja iniciando algum tipo de perseguição política no Governo Municipal.

“Sempre tratei as questões administrativas dissociando-as do jogo político-partidário, e a prova está no relacionamento institucional que mantenho com meus adversários de sigla partidária”, acrescenta.

O prefeito Tarcízio Pimenta lembra que o próprio governador Jacques Wagner já anunciou uma reordenação no governo, em razão do resultado das eleições.

“Um procedimento natural, corriqueiro de qualquer governo, que não pode ser tachado de perseguição. Quem vive na política-partidária sabe que isso não é perseguição”, salienta.

Confira os pronunciamentos dos vereadores sobre o tema

Vereador Justiniano lamenta exoneração de administrador distrital de Bonfim de Feira 

O vereador Justiniano França lamentou, em discurso na tribuna da Câmara, a exoneração de pastor Jonas, um administrador distrital, indicado por ele, que atuava em Bonfim de Feira. A exoneração foi publicada em edição de hoje de um jornal da cidade. “Fui surpreendido. Se trata de um homem íntegro, honesto e trabalhador”, afirmou.

 Justiniano disse que tentou falar com o prefeito Tarcízio Pimenta, no início da manhã, mas não conseguiu. Seu objetivo é “deixá-lo à vontade”. O vereador declarou também que conta com outros companheiros, indicados por ele, ocupando cargos no governo. “Todas as outras indicações estão à disposição. Não vou aceitar perseguição”, alerta o edil.

Ex-secretário de Desenvolvimento Econômico do Município e ex-líder do governo, Justiniano informou que poderá dizer depois, se o pastor Jonas permitir, porque ele saiu. “Não tenho dúvida que a questão é política. Apoiou a pastora Cleide, que é da Igreja Quadrangular”.

O vereador salientou que não está saindo do governo. “Mas posso estar sendo retirado do governo. Continuo na base do governo, até amanhã, até quando não sei. Não posso me rebaixar a uma situação dessa. Não aceito esse tipo de comportamento”, disse ele, ao lamentar que “uma pessoa como Jonas Nascimento ser exonerado sem sequer eu ser informado”.

Líder governista diz que vai se empenhar para aparar arestas 

Ainda discursando sobre a exoneração de seu aliado, Justiniano França dirigiu-se ao vereador Ewerton Carneiro, líder governista na Câmara. Agradeceu a solidariedade dele e disse que gostaria de lhe pedir que comunique ao prefeito que suas indicações estão à disposição.  Justiniano lembrou que exerceu a liderança do governo Tarcízio Pimenta.

O vereador Ewerton Carneiro confirmou a sua solidariedade com o companheiro e declarou a Justiniano que há, nesse momento, duas vozes ao seu redor, a do diabo e a de Deus. “Temente a Deus, Justiniano vai ouvir a voz de Deus. Não estamos aqui para incendiar. Vamos procurar ajudar. Vou me empenhar para fechar essas arestas”.

O vereador Roque Pereira manifestou solidariedade aos colegas Justiniano França e Luiz Augusto de Jesus. “Quando vejo ocorrer isso com colegas, coloco minha barba de molho. Pode acontecer comigo também”, comentou.

Oposicionistas Marialvo e Tourinho se solidarizam com Justiniano 

“É melhor viver de joelhos do que viver acorrentado”, disse o vereador Roberto Tourinho, em solidariedade a Justiniano. “Se pregava em Feira que haveria rompimento entre o ex-prefeito e o atual. Na Casa, Justiniano talvez seja o vereador com mais ligações com Ronaldo”, observou.

Para Marialvo Barreto, “quando demite um cargo de alguém que é ligado ao vereador, está jogando fora também o próprio vereador. As demissões em Bonfim de Feira e Matinha prejudicam diretamente os vereadores Justiniano França e Lulinha”. O petista completou seu raciocínio: “é como se estivesse jogando laranja podre fora. Os dois vereadores são importantes lideranças. Lulinha chegou a dobrar a votação”, lembrou.

Marialvo informou que, há pouco tempo, outra liderança da zona rural que ocupava cargo no governo sofreu exoneração por criticar a demora na obra de asfaltamento da estrada da Matinha. “Por causa disso, botaram o Cafuringa pra rua”.

Saiba +

Nos bastidores prefeito de Feira de Santana prepara reforma administrava e troca de secretários.

Resultado das Eleições 2010 para Presidente de República, no primeiro turno.pdf

Resultado das Eleições 2010 para Governador da Bahia.pdf

Resultado das Eleições 2010 para Senador da Bahia.pdf

Resultado das Eleições 2010 para Deputado Federal da Bahia.pdf

Resultado das Eleições 2010 para Deputado Estadual da Bahia.pdf

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108671 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]