Plano de reabilitação recupera fachada de imóveis da Baixa dos Sapateiros

Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

Fachada nova, novas perspectivas. Este é o resultado da ação desenvolvida pelo Governo da Bahia, por meio da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA), no Centro Histórico de Salvador (CHS), que está beneficiando diversos estabelecimentos localizados ao longo da Avenida J.J. Seabra, popularmente conhecida como Baixa dos Sapateiros.

Ao término do processo serão 37 imóveis atendidos pela segunda etapa da recuperação de fachadas. O investimento específico para a intervenção é de R$146 mil, provenientes de um acordo firmado entre a Secult e o Ministério do Turismo (Mtur), que envolve recursos da ordem de R$28 milhões. Os imóveis estão inseridos no CHS, poligonal tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Quem passa pela Baixa dos Sapateiros todos os dias já pode perceber a diferença. Esse é o caso da autônoma Denise Gonçalves, que trabalha nas imediações e utiliza a avenida, pelo menos cinco dias por semana. “Com as fachadas limpas, a Baixa dos Sapateiros acaba se tornando mais agradável de transitar. A sensação de limpeza e segurança aumenta, e nós, que passamos por aqui sempre, ficamos mais tranquilos”.

A ação contribui para que o CHS assuma uma forma harmoniosa e se torne cada vez mais um local com condições adequadas para receber moradores e turistas. Além da recuperação das fachadas, o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac) restaura seis grandes monumentos na poligonal tombada.

De acordo com o órgão, até agora, foram investidos mais de R$ 20 milhões para restaurar a igreja do Boqueirão, Casa das Sete Mortes, Palácio Rio Branco – já inaugurados -, além das igrejas do Rosário dos Pretos e Pilar e o Oratório da Cruz do Pascoal, este ainda em fase licitatória.

O Escritório de Referência do Centro Antigo de Salvador (Ercas), unidade vinculada à SecultBA, é o responsável pela captação de recursos para as intervenções. O Ipac, como interveniente executor, ficou encarregado do processo licitatório, da coordenação geral e da fiscalização das obras. As ações integram o Plano de Reabilitação do Centro Antigo de Salvador, que é resultado de um acordo firmado entre as três esferas de governo e a Unesco e contou com mais de 600 participantes da sociedade civil durante o processo de elaboração.

A coordenadora geral do Ercas, Beatriz Lima, informa que “a requalificação das fachadas é resultado da parceria com a Associação dos Lojistas da Baixa dos Sapateiros e Barroquinha (Albasa) e o Fórum Municipal para o Desenvolvimento Sustentável do Centro da Cidade, em atendimento à proposição do plano que diz respeito à melhoria das condições econômicas da região, em especial dos pólos de especialização”.

Sintonia

Para o diretor geral do Ipac, Frederico Mendonça, o Ercas está em total sintonia com a política de preservação do patrimônio cultural do estado. “Como parceiro do Ercas e executor da maior parte dessas ações, o Ipac já licitou e implantou também a primeira etapa da iluminação, com 280 lampiões nas principais ruas do Pelourinho, investindo R$1,2 milhão”.

Os lampiões têm tecnologia moderna e iluminam um raio de 25 metros, quatro vezes mais que os modelos anteriores. Os serviços tiveram parceria entre estado, Coelba, Secretaria Municipal de Serviços Públicos (Sesp) e Iphan.

Outras ações

Além dos serviços de recuperação de fachadas da Avenida J.J. Seabra, o contrato de repasse entre o Mtur e a SecultBA, contempla a requalificação de espaços públicos desta avenida, do trecho Carmo-Taboão, do Pilar e da Rua Chile, as obras de reforma do Mercado de São Miguel e iluminação artística de cinco monumentos.

Serão executadas também a obra da Vala Única e a sinalização vertical de trânsito na Baixa dos Sapateiros, além de sinalização turística em todo o Centro Histórico de Salvador. A primeira etapa da iniciativa já foi realizada e beneficiou 24 imóveis da avenida. Neste procedimento foram utilizados R$105 mil, provenientes, exclusivamente do Governo do Estado.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110945 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]