Marialvo denuncia salário privilegiado de servidor municipal de Feira. Leia esta e outras notícias da CMFS

Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

O vereador Marialvo Barreto, hoje (06/10/2010), em seu discurso proferido na tribuna da Casa da Cidadania, leu trechos de um documento anônimo encaminhado ao seu gabinete, onde traz a denúncia de que o agente de endemias Elcio Oliveira do Carmo está tendo um salário privilegiado no governo municipal.

Segundo o petista, no ano de 2008, o servidor foi desviado de sua função real, passando ocupar o cargo de motorista da Prefeitura de Feira de Santana, o que lhe proporcionou vantagens no salário. “Este funcionário foi afastado da condição de motorista e voltou para o trabalho no setor de campo de agente de endemia. Eu tenho aqui o contracheque de setembro de 2010. Ele recebeu R$ 2.498,51. As gratificações continuam incorporadas, apesar de dois anos de afastamento do cargo”.

Marialvo acrescentou: “eu fui procurar o sindicato e a associação. Os agentes de endemias me disseram que não há gratificações para a categoria. No momento, Elcio está no campo, mas o salário vem dobrado. Licença prêmio, só no mês de setembro: R$ 1.167,90; vencimento: R$ 510,00; insalubridade: R$ 102,00; FC-1: 510,00; A.D.T.S: R$ 45,00; adiantamento do 13º salário: R$ 583,95. Então aqui, ele está acumulando a função de agente de endemia e um FC-1 que não serve mais como motorista da Prefeitura”.

Na oportunidade, o vereador disse que vai pedir ao secretário de Administração do Município que explique a sociedade, sobretudo para os agentes de endemias, qual é o caminho ou o mecanismo para dobrar o salário no contracheque. “Porque eles ganham mal, mesmo fazendo um serviço espetacular.

Vereador lamenta ordem de despejo para barraqueiros e moradores do Rio Jacuípe

O vereador Roque Pereira (PT do B), hoje (06/10), em seu pronunciamento na Câmara Municipal, saiu em defesa dos moradores e comerciantes do Rio Jacuípe, que receberam notificação do Instituto do Meio Ambiente (IMA), com ordem de despejo, sob a alegação de que estão ocupando uma área de preservação ambiental.

“Pessoas que residem às margens do Rio Jacuípe há mais de 20 anos, sem a mínima condição de construir um barraco, vão ter suas casas retiradas dali. Eu fico lamentando porque depois do que a gente viu na orla de Salvador eu não duvido de mais nada, em relação o que venha acontecer com aquela comunidade ribeirinha”, declarou o edil, salientando que espera providências convincentes por parte dos governos Municipal e Estadual, no sentido de oferecer moradia para essas pessoas, caso haja desapropriação.

Tourinho diz que plantação de maconha em escola é sinal de abandono pelo Governo Municipal

A notícia divulgada pela imprensa feirense, esta semana, sobre a descoberta de um pé de maconha na Escola Antônio Carlos Coelho, no bairro Santo Antônio dos Prazeres, foi tema de um discurso do vereador Roberto Tourinho, na sessão de hoje da Câmara Municipal. O estabelecimento de ensino pertence à rede municipal.

Além da planta, que já atingia um metro e meio de altura, cinco quilos da erva também foram encontrados no local, pronta para consumo, de acordo com notícia veiculada na imprensa e reproduzida na Tribuna da Casa da Cidadania pelo vereador de oposição ao governo. Para o vereador, o fato demonstra que o Governo Municipal não estaria dando atenção às unidades de ensino. “A responsabilidade é do prefeito. Se acontece algo na Câmara, a responsabilidade é do presidente da Casa”, opinou.

“Se dentro de uma escola está se plantando maconha, com pé de um metro e meio, é porque há algo errado com a educação no município de Feira de Santana. É uma péssima novidade, esse fato de que nas escolas do município está se plantando maconha. Imagine essas crianças convivendo com maconha no mesmo ambiente onde estudam. Isso traduz o abandono”, disse Tourinho.

Ele salientou ainda que, enquanto a Prefeitura Municipal compra condensadores de água, ao custo de R$ 6 mil cada aparelho, “para produzir quantidade insuficiente e não atender às necessidades”, permite “o abandono das escolas, a ponto de se plantar maconha” nas dependências dessas unidades de ensino. A população pode acreditar em um governo desse?”, indagou.

Governistas dizem que Tarcízio avança na educação e não tem culpa sobre plantação de maconha em escola

A vereadora Eremita Mota de Araújo, ex-diretora de escola pública, declarou que nos últimos 10 anos, há uma incidência muito grande de infiltração de drogas na rede de ensino. Em sua opinião, isto é fruto da ação de pessoas de má fé e de usuários de drogas. “Não se trata de algo provocado pela diretoria das escolas ou do prefeito”, afirmou.

Em seu entendimento, como educadora e observadora das condições das escolas, havia um quadro de abandono, nos últimos 30 anos, na rede municipal em Feira de Santana. “Mas vamos ser justos. Foram oito anos do governo José Ronaldo. Em um ano e oito meses, Tarcízio fez o que não aconteceu em 10 anos na educação”.

O vereador Antônio Francisco Neto também fez a defesa do prefeito Tarcízio Pimenta, no episódio da descoberta de plantação de maconha em uma escola da rede municipal: “Qual responsabilidade podemos imputar ao prefeito, no surgimento de plantação de droga em uma escola do município?”.

O experiente vereador lembrou que, na rede municipal, são mais de 200 escolas. “O prefeito não é investigador de polícia. Compete à Polícia Civil esse trabalho. Ao prefeito, cabe manter as escolas em boas condições para os alunos”. E questionou, dirigindo-se ao vereador Roberto Tourinho: “Se ocorre um problema desses em uma escola estadual, se responsabilizaria o governador Jaques Wagner?”

O líder governista Ewerton Carneiro disse que o prefeito não tem obrigação de identificar plantação de droga nas escolas. “Quero cumprimentar a polícia, pelo belo trabalho, certamente auxiliada por professores e diretoria da escola, que devem ter acionado as autoridades policiais”.

Ewerton Carneiro diz que estará ao lado de Tarcízio “qualquer que seja sua decisão”

“Vou ficar ao lado do prefeito Tarcízio Pimenta em qualquer decisão que venha a tomar”. A afirmação foi feita na sessão de hoje (06) da Câmara Municipal pelo vereador Ewerton Carneiro, mais conhecido como Tom. Líder da bancada governista na Casa da Cidadania, ele declarou que Tarcízio está no rumo certo, tanto no sentido administrativo quanto no político, e marcha com ele seja qual for sua opção futura.

O comentário do líder da bancada do Governo foi feito em aparte ao pronunciamento do vice-presidente da Câmara e também aliado do prefeito, Antônio Francisco Neto, que reagia a um discurso do oposicionista Roberto Tourinho, criticando a administração municipal.

Antônio Francisco Neto também declarou que estará ao lado do prefeito “em qualquer decisão que ele venha a tomar em benefício de Feira de Santana”.

O vereador respondeu a Roberto Tourinho, que denunciou atraso no pagamento de prestadores de serviços da Prefeitura, citando que oficinas mecânicas não mais estariam realizando a manutenção de viaturas do SAMU por causa disso. O também oposicionista Marialvo Barreto ressaltou que Tarcízio terá dificuldade na aprovação de suas contas, quando houver votação pela Câmara.

Para Antônio Francisco Neto, não existe esse receio. Disse que aposta na aprovação das contas de Tarcízio, pelo Tribunal de Contas dos Municípios. “A população receberá a notícia da aprovação das contas do prefeito, que tem agido com lisura diante da administração pública”, afirmou Ribeiro, como é mais conhecido.

Vereador denuncia que três ambulâncias do SAMU estão quebradas na garagem por falta de manutenção

Três viaturas do SAMU em Feira de Santana estão quebradas, nas garagens do órgão, pelo fato de a Prefeitura não ter crédito em oficinas que prestam serviços para o Município. A denúncia foi feita na Câmara Municipal, esta quarta-feira (06/10) pelo vereador Roberto Tourinho. “A imprensa pode fotografar. Mas deve ir agora, pois se demorar, certamente, vão retirar os veículos de onde estão”, disse ele.

Momentos depois, o vereador Reinaldo Miranda, da base do Governo, declarou que, realmente, existem no momento algumas ambulâncias quebradas no SAMU, mas não procede a notícia de que decorre da falta de pagamento a oficinas mecânicas, que estariam se recusando de fazer o conserto. “Na realidade, uma empresa presta serviços para manutenção desses veículos, a Jubiabá. Estão aguardando a chegada de peças, para solucionar o problema”.

Roberto Tourinho voltou a falar e pediu a Reinaldo Miranda que busque informações sobre qual o valor da dívida da Prefeitura com esta empresa prestadora de serviços.

O líder da bancada do Governo, Ewerton Carneiro, também contestou a informação de que existe débito do Município com oficinas mecânicas. “Quanto a débito com a empresa prestadora de serviços, não existe débito algum”, afirmou. Ele lembrou que o Estado prometeu 10 viaturas para Feira de Santana, mas apenas liberou duas até aqui. “A frota está necessitando ser melhorada”.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108903 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]