Encontro debate reabilitação do Centro Antigo de Salvador

O Encontro de Acompanhamento do Plano de Reabilitação Participativa do Centro Antigo de Salvador acontece, nesta quinta-feira (07/10/2010), a partir das 9h, no Palácio Rio Branco, Praça Thomé de Souza, no centro da capital baiana. A pauta do dia são as ações públicas referentes à 4ª Proposição do Plano, das três esferas governamentais (municipal, estadual e federal), para a região do Centro Antigo de Salvador (CAS).

A proposta, que trata do ‘Incentivo ao uso habitacional e institucional no CAS’, surgiu da necessidade de reocupação da área, pois, ao longo dos séculos, a função residencial do CAS, principalmente do Centro Histórico de Salvador (CHS), foi sendo gradativamente alterada com o surgimento de novas centralidades.

O objetivo desta proposição é reverter o quadro de esvaziamento populacional e institucional do CAS, atraindo novos moradores de diferentes faixas de renda. A previsão é que esta nova população residente exerça papel primordial no incremento habitacional e na manutenção do local.

Participam do encontro, integrantes das secretarias estaduais de Cultura (Secult) e de Desenvolvimento Urbano (Sedur), por intermédio da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder). Representantes da sociedade civil estarão presentes e deverão enriquecer o encontro, uma vez que, ao final das apresentações, será aberto o espaço para perguntas do público e respostas dos palestrantes.

Na oportunidade serão entregues dez publicações do Plano de Reabilitação Participativo do Centro Antigo de Salvador, sorteadas no stand do Plano, montado no 5° Salão de Negócios Imobiliários da Bahia, realizado de 15 a 19 de setembro, no Centro de Convenções. Mais de 300 visitantes estiveram no espaço e puderam conferir as propostas do Plano, no quesito habitação, para a região do Centro Antigo de Salvador.

Ações em andamento

Ações prioritárias, referentes à habitação, já estão em andamento na área. Um dos principais exemplos é a obra de requalificação da Vila Nova Esperança (antiga Rocinha), cuja intervenção beneficiará 66 famílias residentes na área, com a construção de unidades habitacionais e equipamentos comunitários.

Os recursos, da ordem de R$ 7 milhões, são oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal, em parceria com as secretarias estaduais de Cultura (Secult) e de Desenvolvimento Urbano (Sedur). A iniciativa privada também está envolvida no projeto, por intermédio da multinacional Dow Química. As obras foram iniciadas em maio de 2010.

Pensado estrategicamente, o Plano de Reabilitação Participativo do CAS pretende atrair públicos de diferentes estratos de renda para diversificar a habitação na região.

Com base nessa proposta, três casarões da rua Padre Vieira (números 27, 29 e 31), no Centro Antigo de Salvador, serão recuperados com a finalidade de instalar residências estudantis para especialistas em revitalização de centros históricos.

A iniciativa é resultado de um convênio firmado entre o governo da Bahia, Ministério das Cidades e Conselho de Habitação e Planejamento Urbano da Junta de Andaluzia, comunidade autônoma da Espanha que investe na restauração de patrimônio histórico.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112874 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]