Cacauicultores ganham sal de inclusão digital em Ilhéus

O Sindicato Rural de Ilhéus inaugurou, nesta sexta-feira (1º/10/2010) um laboratório de inclusão digital para agricultores, que leva o nome do coronel Salomão Rhen. Presente ao ato, o secretário estadual da Agricultura, Eduardo Salles, ressaltou a importância do laboratório e defendeu a união dos produtores de cacau, cuja atividade ainda enfrenta dificuldades.

Além do secretário, o evento contou com a participação do presidente do Sindicato Rural de Ilhéus, Isidoro Gesteira, do secretário municipal da Indústria, Comércio e Planejamento, Alisson Mendonça (representando o prefeito do município Newton Lima), parentes do homenageado, associados e várias lideranças sindicais de municípios da região.

Segundo Salles, o Governo do Estado tem sido um parceiro dos cacauicultores, no sentido de restabelecer a capacidade de endividamento dos produtores. Ele destacou como providencial o esforço do governador Jaques Wagner junto aos agentes financeiros para conhecer o perfil da dívida, o que tornou possível definir o número de contratantes (13 mil) e incluí-los no PAC do Cacau.

Outra ação ressaltada pelo secretário é o alongamento da dívida para 12 anos, com quatro anos de carência. “Novas gestões estão sendo feitas junto ao Governo Federal, no sentido de demonstrar que o endividamento do cacauicultor possui nuances diferentes, por isso merecem tratamento diferenciado”, assegurou.

Segundo o presidente do Sindicato Rural de Ilhéus, Isidoro Gesteira, os 10 computadores que integram a sala de inclusão Salomão Rhen foram adquiridos em parceria com a Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e são destinados ao serviço de pequenos agricultores que não dispõe desse equipamento. “Além de aprender a lidar com as máquinas, os agricultores também terão informações sobre as bolsas de valores e mercadorias, bem como para o envio de informações aos órgãos governamentais”, informou Gesteira.

O secretário Alisson Mendonça elogiou a homenagem feita ao coronel Salomão Rhen, um incansável batalhador pelas causas da cacauicultura. Segundo Alisson, é hora do cacauicultor adotar estratégias inteligentes para que sua atividade volte a ter a importância de antes. “Antigamente, como tínhamos o poder econômico, não nos preocupávamos com o poder político, mas hoje é preciso que trilhemos outros caminhos. Afinal, fomos capazes de construir toda a infraestrutura regional com os recursos da taxa de retenção cambial e vamos voltar a mostrar todo o nosso potencial”, declarou.

O filho de Salomão Rhen, Luiz Rhen, fez a saudação às autoridades, e exaltou as qualidades de luta do pai, que considera um grande defensor da cacauicultura, tendo atuado como dirigente do Instituto de Cacau da Bahia (ICB), Sindicato Rural de Ilhéus, Conselho Consultivo dos Produtores de Cacau (CCPC).

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]