Secretaria da Agricultura acelera agroindustrialização no Estado

Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

“A agroindustrialização ficou 16 anos adormecida no Estado da Bahia, mas o governo Wagner está recuperando o tempo perdido. E agora, que recebeu de volta a Coordenação de Agroindústria, a Secretaria da Agricultura está indo à luta, atraindo novos empreendimentos para o Estado”. A afirmação foi feita pelo secretário estadual da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, na manhã desta segunda-feira, (13/09/2010), ao participar da abertura do III Simpósio Regional de Avicultura e Suinocultura, que acontece até quarta-feira, (15) no Hotel Pestana. “Onde houver produção agropecuária nós vamos trabalhar para implantar indústrias e agregar valor às cadeias produtivas”, disse ele. A Coordenação de Agroindústria foi retirada da Seagri em 1991, mas agora o secretário James Correia teve a sensibilidade de devolvê-la à Seagri.

Foi com essa motivação que o secretário assinou na tarde de hoje, (13), protocolo de intenções com a empresa venezuelana Alina do Brasil, com a SICM e Sefaz, e a prefeitura de Wenceslau Guimarães, para a implantação de uma fábrica para processar a banana da terra produzida na região. A fábrica a ser instalada em Wenceslau Guimarães terá capacidade inicial de processamento de 60 toneladas de banana por semana, gerando de imediato 60 empregos diretos.

Desde que recebeu de volta a coordenadoria de Agroindústria, a Seagri já viabilizou a implantação de uma fábrica para beneficiar cebola no município de Sento Sé, uma unidade da Brasfrut em Rio Real para processar laranja, está viabilizando uma fábrica de fécula de mandioca em Vitória da Conquista, e outra de fécula modificada no município de Laje, e nos próximos dias o secretário Eduardo Salles vai a Manaus iniciar entendimentos para trazer para o Baixo Sul do Estado uma planta da AmBev, para industrializar o guaraná da Bahia.

O secretário informou que o BNDES está estudando a liberação de recursos para uma indústria de chocolate no Estado, e que estão sendo desenvolvidos estudos para uma indústria de sucos de frutas no Vale do São Francisco, em parceria com um gripo chinês. Ainda esta semana, no dia 17, a Coringa inaugura no município de Luis Eduardo Magalhães uma moderna indústria processadora de milho. Além disso, a Fundação Getúlio Vargas está finalizando um estudo encomendado pela Seagri para a verticalização da cadeia produtiva do milho, da soja e do algodão.

Desafio

Ao falar na abertura do III Simpósio Regional de Avicultura e Suinocultura o secretário Eduardo Salles desafiou os proprietários de granjas do Estado a ampliar suas instalações e abrir filiais em outras regiões para que o Estado consiga, em médio prazo, não só a autosuficiência, mas a possibilidade de exportar carne de frango para o mundo, já que o Brasil domina 42% do mercado mundial. Salles relatou que a Bahia, apesar de ter produção de grãos de 6.5 milhões de toneladas, só contribui com 2% da carne de frango produzida no Brasil. “Importamos de 30 a 40% da carne de frango consumida no estado e 50% dos ovos”, disse ele.

O presidente executivo da união Brasileira de Avicultura (UBABEF), ex-ministro da Agricultura Francisco Turra, aplaudiu a atuação do secretário da Agricultura e se disponibilizou a fazer com ele um roteiro, levando-o aos presidentes de empresas processadoras de frango para apresentar a Bahia.

Eduardo Salles destacou a visão do atual secretário da Indústria e Comércio, James Correia, que corrigiu uma injustiça cometida em 1991, quando a Coordenação de Agroindústria foi transferida da Seagri para a SICM. “A coordenação de Agroindústria retornou à Seagri, corrigindo um erro cometido em 1991 pode ter atrasado em quase 20 anos a atração de agroindústrias para o nosso Estado”, disse Salles.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116572 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.