Publicado resultado da licitação da Ferrovia Oeste-Leste. O valor total dos três lotes é de R$ 2.070.957.615,62

Publicado resultado da licitação da Ferrovia Oeste-Leste.
Publicado resultado da licitação da Ferrovia Oeste-Leste.

Foi publicado hoje (22/09/2010) no Diário Oficial da União (DOU) o resultado final da licitação de três lotes da Ferrovia da Integração Oeste-Leste. A Ferrovia vai percorrer, ao todo, 1.500 quilômetros, ligando Ilhéus a Figueirópolis (To) e atravessar 49 municípios baianos.

O valor total dos três lotes é de R$ 2.070.957.615,62, que compreendem os seguintes trechos: Rio da Preguiça ao Terminal de Ilhéus, Rio Jacaré até o Rio Preguiça e Riacho da Barroca ao Rio de Contas.

A responsável pela construção da malha ferroviária é a Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A, uma empresa pública vinculada ao Ministério dos transportes, e os recursos são oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

A nova ferrovia deverá impactar na redução dos custos do transporte de insumos e produtos diversos, no aumento da competitividade dos produtos do agronegócio e na possibilidade de implantação de novos polos agroindustriais e de exploração de minérios, aproveitando sua conexão com a malha ferroviária nacional.

A ordem de serviço para o início das obras deve ser assinada no final deste mês, com a possibilidade de ocorrer durante a próxima visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Bahia, prevista para o dia 29. O processo licitatório para os outros quatro lotes que compreendem trechos na Bahia está em tramitação.

Lula vem à Bahia assinar ordem de serviço da ferrovia Oeste-Leste

A Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A. divulgou na edição desta quarta-feira (22) do Diário Oficial da União o resultado da licitação para três lotes de construção da Ferrovia Oeste-Leste (Fiol), que tem como um dos principais objetivos desenvolver a economia regional e dinamizar o escoamento da produção da economia baiana, especialmente na região oeste. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deverá vir à Bahia até o final do mês assinar a ordem de serviço para início das obras.

O consórcio SPA/DELTA/Convap ficará responsável pelo lote 1, que vai do Rio da Preguiça (km-1401) até o Terminal de Ilhéus (km-1526); o lote, de Riacho Jacaré (km- 1283) até o Rio da Preguiça (km 1402), será incumbência do Consórcio Galvão/ OAS; e o lote 4, do Riacho da Barroca (km-990) até o Rio de Contas (km-1168), que será construído pelo Consórcio Andrade Gutierrez/Barbosa Mello/Serveng. O valor total dos três lotes ultrapassa a R$ 2 bilhões.

O processo licitatório continua e a Fiol deverá ser concluída em 2012. A responsável pela construção da malha ferroviária é a Valec, empresa vinculada ao Ministério dos Transportes, e os recursos são oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Início das Obras

No início do mês, em visita a Salvador, onde participou de um seminário da Federação das Indústrias do Estado da Bahia, o presidente da Valec, José Francisco das Neves, disse que a ordem de serviços para o início das obras seja assinada até o final de setembro. O trecho total da ferrovia ligando Ilhéus a Barreiras custará R$ 4,5 bilhões.

Sobre o início dos trabalhos nos canteiros de obras, Francisco das Neves disse que não vai demorar. “Acredito que a licença para o início da construção será concedida, pois a Valec tem atendido todas as exigências ambientais feitas pelo Ibama. Com a licença em mãos e a ordem de serviço assinada pelo presidente, podemos colocar as máquinas para funcionar”, completou José Francisco.

A ferrovia formará um corredor de transporte que vai otimizar a operação do Porto de Ponta da Tulha, instalado em Ilhéus, e ainda abrirá nova alternativa de logística para portos no norte do país atendidos pela Ferrovia Norte-Sul e Estrada de Ferro Carajás.

Pinheiro comemora resultado da licitação da Ferrovia Oeste-Leste e critica os “descrentes” da obra

“Mesmo com a descrença daqueles que só falam mal da Bahia ou que quando tiveram a oportunidade, como Governador ou Senador, não conseguiram ampliar a infra-estrutura da Bahia, a Ferrovia Oeste-Leste segue seu rumo para transformar a nossa economia”. Com essa afirmação, o candidato ao Senado pela coligação “Pra Bahia Seguir em Frente”, Walter Pinheiro, comemorou a publicação nessa quarta (22), no Diário Oficial da União, do resultado final da licitação de três lotes da Ferrovia.

Pinheiro, tanto como deputado federal, quanto como secretário do Planejamento do Estado sempre batalhou para tirar essa obra do papel. “No Senado, vamos continuar esse trabalho de dotar nosso Estado de uma melhor infra-estrutura, para interiorizar o desenvolvimento econômico e gerar oportunidades em várias regiões”, disse o candidato.

A Ferrovia, que vai percorrer 1.500 quilômetros, ligando Ilhéus a Figueirópolis (TO), e atravessar 49 municípios baianos, vai criar um novo vetor de crescimento na Bahia. Ela vai gerar uma redução nos custos do transporte de insumos e produtos como grãos e minérios, e vai aumentar também a competitividade do agronegócio, ampliando as possibilidades de implantação de novos pólos agroindustriais e de exploração de minérios.

PAC

O valor total dos três lotes é de R$ 2.070.957.615,62, que compreendem os seguintes trechos: Rio da Preguiça ao Terminal de Ilhéus, Rio Jacaré até o Rio Preguiça e Riacho da Barroca ao Rio de Contas. O processo licitatório para os outros quatro lotes que compreendem trechos na Bahia está em tramitação.

A responsável pela construção da malha ferroviária é a Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A, uma empresa pública vinculada ao Ministério dos Transportes, e os recursos são oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 114912 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.