PNAD 2009 aponta redução da pobreza e da desigualdade na Bahia

A Bahia, em 2009, apresentou redução na proporção de pessoas em situação de pobreza e também reduziu a desigualdade na distribuição de renda no estado. O percentual de pessoas abaixo da linha pobreza passa de 32,7% em 2008, para 30% em 2009, e o índice de Gini passa de 0,560 em 2008 para 0,557 em 2009. Os cálculos da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria do Planejamento (Seplan), foram realizados com base nos microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD) 2009, do IBGE.

O conceito de pobreza adotado considera pessoas pobres aquelas que vivem com rendimento domiciliar per capita inferior a meio salário mínimo. O salário mínimo de base para construção da linha de pobreza é o de 1992, anualizado e corrigido pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC/ IBGE) para os anos posteriores. Esse é o critério adotado pelas unidades da federação no acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. O valor que delimita a condição de pobreza, em 2010, é de R$ 144,25.

Os cálculos da SEI verificam que 4.303.051 pessoas vivem com rendimento domiciliar per capita inferior a R$ 144,25 na Bahia. Isso significa uma redução de 255.713 pessoas em relação ao quantitativo de pobres no estado em 2008.

Ainda utilizando o rendimento domiciliar per capita como referência, o índice de Gini do estado para distribuição de renda indica redução da desigualdade em relação a 2008, tendo o índice voltado ao patamar de 2006 e 2007: 0,557. O índice de Gini mensura distribuição em determinada amostra, variando entre 0 e 1; quanto mais próximo de 1, mais desigual é a distribuição, quanto mais próximo de 0, mais equânime é a distribuição observada.

Segundo o coordenador de Estatística da SEI, Armando Castro, verificou-se também que “o rendimento domiciliar per capita médio foi de R$ 413,15 em 2009. Atualizando os valores de 2008 e 2009 para agosto de 2010, temos uma ampliação no rendimento da população baiana: o rendimento médio em 2008 foi de R$ 406,89, passando para R$ 431,23 em 2009”.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108176 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]