Novo plano de metas da telefonia fixa prevê oferta para baixa renda e mais telefones públicos

Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) vai levar a consulta pública uma proposta para o novo Plano Geral de Metas de Universalização (PGMU) da telefonia fixa, que prevê a inclusão de 13 milhões de famílias de baixa renda no programa chamado Acesso Individual Classe Especial (Aice). Pelo programa, a manutenção de uma linha fixa custa R$ 25 para o consumidor final.

O plano prevê a inclusão no Aice de assinantes inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal, usado na identificação das famílias de baixa renda do país incluídas no Programa Bolsa Família.

A mudança também prevê a instalação de telefones públicos em escolas, postos de saúdes, aldeias indígenas e assentamentos de trabalhadores rurais. “O plano é de grande relevância para a população e tem o objetivo de ampliar progressivamente a oferta de telefones individuais e coletivos”, disse hoje (2) o presidente da Anatel, Ronaldo Sardenberg.

A proposta ficará em consulta pública por 20 dias, contados a partir da publicação no Diário Oficial da União, prevista para amanhã (3). A Anatel também irá promover uma audiência pública em Brasília para debater a proposta do novo PGMU.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 107998 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]