Maxila Atrofica: consequência desastrosa da perda de dentes | Por Jamerson Ribeiro

Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

Maxila atrófica é um problema que acomete pessoas que perderam seus dentes superiores precocemente. Quando a pessoa perde um dente, perde também a estrutura de suporte que é principalmente o osso alveolar – responsável pela manutenção do dente na boca e a partir deste momento o osso alveolar “não tem mais função” e o nosso organismo tende a reabsorvê-lo. Em alguns casos pode provocar uma atrofia severa da região a ponto de inviabilizar a reabilitação protética através de próteses totais ( dentaduras) com um mínimo de estabilidade ou mesmo limitar a possibilidade de reabilitação com implantes osseointegráveis.

Pessoas com a maxila atrófica apresentam perfil extremamente reabsorvido (dando a impressão de boca murcha), o nariz apresenta-se pronunciado e com uma queda (o que muitos chamam de nariz de bruxa), são pessoas de meia idade e possuem a dentadura com uma grande compensação na sua flange vestibular (parte rósea que fica sobre os dentes da prótese).

A reabsorção óssea é continua: a taxa média de perda é de 4 mm ao ano , mas pacientes com dentaduras antigas ou mal confeccionadas ( indica-se que a prótese total deve ser trocada a cada 4 anos) e aqueles que possuem apenas os dentes Antero- inferiores tendem a ter uma taxa superior (síndrome da combinação).

Antigamente, imaginava-se que pacientes com maxila atrófica não tinham a possibilidade de realizar implantes e até hoje chegam pacientes em nossa clínica que dizem ter sido alertados que o caso dele não pode ser tratado com implantes.

Atualmente podemos tratar a maxila atrófica com técnicas de ancoragem ou de reconstrução.

As técnicas de reconstrução baseiam-se na utilização de enxertos ósseos, a fim de reconstruir aquele osso alveolar que foi perdido, normalmente são grandes enxertos como os que são retirados da crista ilíaca (região da bacia) ou da mandíbula, banco de tecidos que tratam tecidos para transplantes, ou mais recentemente as proteínas de crescimento (Rh Bmp-2).

Já as técnicas de ancoragem possuem a finalidade de que sejam instalados implantes que possam suportar os novos dentes, como exemplo temos os implantes inclinados e os implantes zigomáticos, normalmente, estes implantes necessitam de reabilitações mais pronunciadas a fim de restabelecer o volume e o suporte labial, promovendo assim a estética, o conforto, a mastigação e a segurança que tanto o paciente busca.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108006 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]