Presidente Lula nega que José Serra tenha feito alerta sobre quebra de sigilo de tucanos

Em frente ao CCBB, sede provisória do governo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva cumprimenta militantes do PT das cidades paulistas de Carapicuíba e Osasco, em 19 de março de 2010.
Lula (PT), presidente da República, cumprimenta populares.
Em frente ao CCBB, sede provisória do governo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva cumprimenta militantes do PT das cidades paulistas de Carapicuíba e Osasco, em 19 de março de 2010.
Lula (PT), presidente da República, cumprimenta populares.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou hoje (03/09/2010) que tenha sido alertado pelo candidato do PSDB à Presidência, José Serra, sobre a violação de dados sigilos de pessoas ligadas ao PSDB. Lula disse a jornalistas, em Esteio (RS), que o tucano apenas se queixou do conteúdo publicado na internet. Emresposta, Serra ouviu que o presidente da República não pode censurar a rede mundial de computadores.

“Acho que o nosso adversário deveria procurar um novo argumento. Não é possível que um homem que se diz tão preparado para presidir o país, que se diz tão preparado para presidir os destinos de 190 milhões de vidas, queira que o presidente Lula censure a internet. Não posso fazê-lo, porque do mesmo jeito que a internet fala do Serra, fala de mim, de vocês [jornalistas]”, afirmou Lula.

O jornal Folha de S.Paulo de hoje afirma que Serra teria alertado Lula sobre a quebra do sigilo fiscal de sua filha Verônica Serra. Em resposta, Lula disse que Serra deveria se concentrar em sua campanha. “Ele [Serra] não alertou. Ele se queixou do que estava acontecendo com ele na internet, como eu sou vítima disso há muito tempo”, reiterou Lula.

O presidente ainda criticou a decisão do PSDB de pedir a impugnação da candidatura de Dilma Rousseff (PT) por conta do episódio do vazamento de dados da Receita Federal. “O Serra precisa saber uma coisa: uma eleição a gente ganha convencendo os eleitores a votar na gente. Não é tentando convencer a Justiça Eleitoral a impugnar a adversária. Isso já aconteceu em outros tempos de ditadura militar. Em tempo de democracia, o seu Serra que vá para a rua, que melhore a qualidade do seu programa, faça propostas de coisas que ele quer fazer para o nosso país, apresente soluções para o crescimento industrial”, disse Lula.

Para o presidente, o crescimento de 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre do ano deve causar dor de cabeça no candidato da oposição. Ele ressaltou ainda que o PIB deste ano dever ser superior a 7%. “Hoje, ele deve estar com dor de cabeça, porque o PIB, de acordo com o IBGE, vai crescer acima do que os pessimistas previam, acima de 7%. O Brasil vive um momento de ouro. Tem as coisas da internet contra o Serra e contra todo mundo. O presidente da República tem coisa mais séria para cuidar do que as dores de cotovelo do Serra.”

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109790 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]