Jornalismo investigativo perde espaço nos EUA e cresce na América Latina

Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

O jornalismo investigativo nos meios de comunicação tradicionais está em declínio nos Estados Unidos, e novas organizações sem fins lucrativos estão fazendo o que podem para preencher a lacuna, afirma um artigo da American Journalism Review (AJR).

Exemplo disso é o número de associados da organização Repórteres e Editores Investigativos (Investigative Reporters and Editors), que diminuiu de 5,3 mil em 2003 para cerca de 3,7 mil em 2009. Além disso, o número de inscrições para o Prêmio Pulitzer na categoria jornalismo investigativo caiu 40%.

Segundo o artigo da AJR, a queda nos lucros com publicidade e no número de redações resultou na diminuição da quantidade de recursos e repórteres dedicados à reportagem investigativa. O artigo destaca que “há uma luz no horizonte: o surgimento de organizações de notícias sem fins lucrativos dedicadas ao jornalismo investigativo”.

O ProPublica e o Centro pela Integridade Pública, em Washington, o Centro de Reportagem Investigativa, em Berkeley, e várias organizações locais, como o Texas Watchdog, estão cobrindo as pautas mais importantes e de maior impacto.

Enquanto isso, no Canadá, “jornalistas estão se tornando os mais importantes vigilantes do interesse público”, disse a AFP, com um jornalismo investigativo “extremamente combativo”.

Na América Latina, a organização Transparência Internacional acaba de organizar, juntamente com o Instituto Prensa y Sociedad, a segunda Conferência Latino-Americana de Jornalismo Investigativo, em Buenos Aires, de 3 a 6 de setembro.

*Com informação do Centro Knight

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112804 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]