Ban diz que preço da banda larga tem que baixar

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

Secretário-Geral diz que governos devem priorizar o recurso em suas estratégias de desenvolvimento; para ele, banda larga pode ajudar também a avançar com Metas do Milênio.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que a banda larga pode ajudar a acelerar o desenvolvimento em várias partes do mundo.

Segundo ele, o recurso tecnológico tem um grande potencial para o progresso humano. Ban fez a declaração durante um encontro com a Comissão de Banda Larga para o Desenvolvimento Digital, neste domingo, em Nova York.

Necessidade

O grupo reúne líderes do setor privado, da sociedade civil e da indústria criativa. A comissão entregou um relatório à ONU mostrando a necessidade de todos terem acesso à banda larga.

Segundo Ban, para que mais pessoas possam contar com o serviço, o preço da banda larga precisa baixar. Ele lembrou que nos países desenvolvidos, o custo da assinatura representa até 3% do salário mensal do consumidor.

Salário

Já no mundo em desenvolvimento, o acesso à banda larga pode custar mais que um mês inteiro de salário.

Para o Secretário-Geral da ONU é preciso encontrar formas de reverter o que ele chamou de injustiça, principalmente porque pesquisas mostram que os serviços de banda larga podem pagar a si mesmos rapidamente.

O acesso à banda larga tem ajudo em setores como saúde e educação. O serviço também pode ajudar a gerar atividades econômicas, em países em desenvolvimento, como por exemplo os serviços bancários online e a concessão de crédito rápido para milhões de pessoas em todo o mundo.

*Com informação da Rádio ONU em Nova York

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113791 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]