Varejo cresce 11,6% na Bahia e contribui com aumento de empregos

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou a Pesquisa Mensal do Comércio, que revela um dado otimista em relação a economia baiana: o comércio varejista do estado teve alta acumulada de 11,6% no primeiro semestre de 2010 em comparação com o mesmo período do ano passado. Uma conjuntura de fatores foi apontada como determinantes para este aumento.

O crescimento do varejo, revelou o estudo, está calcado na expansão do crédito, ampliação dos prazos de parcelamento, melhoria dos rendimentos dos consumidores de menor poder aquisitivo e aumento do emprego formal no estado. De acordo a Superintendência de Estudos Sociais e Econômicos da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria Estadual de Planejamento, foram criados 240,3 mil empregos com carteira assinada, praticamente igualando-se aos gerados nos 12 anos anteriores a 2007. O número de vagas abertas nos três governos que precederam a Wagner é superior em apenas 2 mil até este mês agosto de 2010, devendo ser superado antes do final do ano.

Desempenho

No primeiro semestre deste ano, um dos destaques no desempenho no comércio foi o setor de supermercados, produtos, alimentícios e bebidas e fumo (9,2%). Apesar de não ter o maior percentual de alta entre os segmentos pesquisados, este grupo tem a maior representatividade, já que corresponde à metade do volume de vendas de todo comércio varejista baiano. Os maiores crescimentos estão nos ramos de equipamentos, materiais para escritório, informática e comunicação (27,9%) e móveis e eletrodomésticos (25%).

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados recentemente, o governo do estado gerou mais de oito mil empregos em julho de 2010. Em termos absolutos, esse desempenho é o segundo melhor de toda a série histórica do Caged para o período, sendo superado apenas pelo ocorrido em 2009, com 9,8 mil postos de trabalho. O resultado é decorrente, principalmente, da expansão nos setores da Construção Civil (mais 4,9 mil postos), dos Serviços (mais 3,1 mil) e da Indústria de Transformação (mais 1,1 mil), cujos saldos superaram a queda do Comércio (menos 856 postos).

As principais ações do governo estadual para incrementar a geração de empregos foram o estímulo à organização das diversas cadeias produtivas, os incentivos do Programa Desenvolve, a negociação dos créditos de ICMS acumulados pelas indústrias do Pólo de Camaçari e os investimentos públicos em infraestrutura social. Com isso, a Bahia conseguiu desconcentrar e diversificar o crescimento econômico.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 123189 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.