Secretário de Agricultura se reuni com instituto que atua na construção de cisternas

Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

Na manhã desta segunda-feira (09/08/2010) o conselho do Instituto de Desenvolvimento Colônia Esperança, organização não-governamental que atua na construção de cisternas dentro do programa do Governo Estadual “Água para Todos” através da Secretária de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (SEDES), se reuniu em Santa Bárbara com o secretário municipal de Agricultura, Aloísio Ferreira, para monitorar as ações desenvolvidas na Região.

O Instituto Colônia Esperança coordena o projeto de cisternas do semi-árido no território de identidade Portal do Sertão envolvendo seis municípios: Feira de Santana, Santa Bárbara, Ipacaetá, Água Fria, Tanquinho e Anguera.

Segundo a presidente do Instituto, Sheila Lima, nas localidades de atuação do projeto, já foram construídas 550 cisternas, sendo 210 em Santa Bárbara. “Até dezembro totalizaremos 1320 unidades nas cidades do Portal do Sertão em que estamos atuando”, concluiu Sheila.

O município de Santa Bárbara está realizando curso de especialização para pedreiros na construção de cisternas. De acordo com o secretário de Agricultura, até dezembro, ainda serão construídas mais 240 cisternas na cidade. “Estamos realizando este curso com a segunda turma de 10 alunos e ainda realizaremos mais uma etapa para que não tenhamos que contratar mão de obra capacitada de fora”, declarou.

Para o prefeito, Jailson Santos, as cisternas são de grande importância para minimizar os efeitos da seca sofridos pela população do semi-árido. “É um equipamento de grande importância para os moradores do semi-árido pois facilita a convivência com a seca e com as condições desfavoráveis de clima”, afirmou.

Sobre Carlos Augusto 9759 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).