Petrobras e a empresa feirense Bioóleo firmam parceria e para suprir demanda da usina de Candeias

Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

Para garantir um melhor escoamento e logística da produção de oleaginosas, principal matéria prima para a produção do biodiesel e, no sentido de suprir toda a demanda da usina de Candeias, a Petrobras Biocombustível (PBio) anunciou nesta sexta-feira (27/08/2010) a aquisição de 50% de participação acionária na Bioóleo Industrial e Comercial, empresa de extração de óleos vegetais, sediada em Feira de Santana. A unidade tem capacidade de processamento de 130 mil toneladas por ano de grãos de várias espécies de oleaginosas, sendo a maior em capacidade instalada do país, para armazenar 30 mil toneladas de grãos e tancagem para 10 milhões de litros de óleo.

A parceria foi oficializada na sede da Bioóleo, no Centro Industrial Subaé, em Feira de Santana, no KM 525 da rodovia 324 e contou com as presenças do secretário da Agricultura, Eduardo Salles, representando o Governo do Estado, além dos representantes da Petrobras Biocombustível SA., Miguel Rosseto, e da Bioóleo, Hilton Lima. Lideranças do segmento familiar estiveram no ato.

O secretário da Agricultura Eduardo Salles ressaltou a importância da parceria em apoio ao Semiárido baiano, ao segmento familiar e à comercialização da sua produção no estado. “É uma honra que a gente sele esse casamento, que deverá ser eterno, na medida em que temos de um lado, uma empresa que nos orgulha tanto, como a Petrobras, responsável por esse trabalho de sustentabilidade no Nordeste e, do outro lado, temos o que há de melhor da Bahia, um exemplo de empreendedorismo e de sucesso. Mas temos que reconhecer a participação do segmento familiar como peça fundamental desse processo que, historicamente, foi relegado e agora está sendo reconhecido”, ressaltou.

Segundo Salles, a Bahia tem o maior número de agricultores familiares do país, com 665 mil famílias, que corresponde a 15% do total, onde cerca de 70% da área agrícola do estado está dentro do semiáriodo. O secretário falou ainda dos inúmeros avanços, no que se refere à emissão de Declarações de Aptidão (Daps), no sistema Off line, assegurando o acesso dos pequenos produtores aos programas estaduais e federais; o esforço para a anistia e renegociação de dívidas agrícolas, o trabalho de reestruturação da EBDA, entre outros.

“Precisávamos fechar essa ponta que é a comercialização e já demos importantes passo ao firmar recentemente convênio para fornecimento de R$32 bilhões de produtos da agricultura familiar para as prefeituras da região metropolitana, além da colocação de prateleiras na rede da Ebal. Essa nova parceria, entre a PBio e a Bioóleo, também é estratégica, por as principais rodovias passam por Feira de Santana, centrando toda a parte logística da Bahia”, concluiu

Para o presidente da Petrobras Biocombutível, Miguel Rossetto, a resposta do estado na produção de oleaginosas reflete os resultados do programa desenvolvido junto à agricultura familiar que garante aos produtores contratados sementes certificadas e assistência técnica agrícola, além de firmar contratos, com prazo de cinco anos, que asseguram a compra da produção e preço mínimo. “Atuamos na diversificação de culturas, considerando as peculiaridades regionais, com respeito às experiências dos agricultores familiares e transferência de tecnologia e conhecimento”, completa Rossetto.

Após a conclusão das obras de duplicação da Usina de Candeias, que estão em fase final, a empresa terá implantada na Bahia sua usina de biodiesel com maior capacidade instalada, com 217,2 milhões de litros/ano. “Participar da produção de óleos vegetais torna a empresa mais eficiente e competitiva”, destaca.

Para o presidente da Bioóleo, Hiton Lima, a expectativa é muito grande e deverá fortalecer a cadeia como um todo de oleaginosas. “Ganha a Petrobras, que precisava de uma empresa com esse perfil e potencial de esmagamento, ganha a Bioóleo, com o ganho de competitividade, visando o estímulo à cultura, e, na ponta, a agricultura familiar, com a garantia de compra”. Segundo ele, a indústria tem a maior capacidade instalada do Brasil, mas o grande desafio ainda é a produção de uma matéria prima competitiva. “para consagrar essa estratégia, estamos formalizando a parceria e, a partir da convergência de interesses, esperamos bons resultados. Vamos ser competitivo e expandir esse setor”, concluiu.

A empresa é responsável pela geração de cerca de 200 empregos diretos e mais de 10 mil indiretos, movimentando a economia local e das regiões produtoras. A Bioóleo está sediada em Feira de Santana, a segunda maior cidade da Bahia, a apenas 107 quilômetros da capital e do porto de Salvador. Com uma localização privilegiada, na BR 324, maior entroncamento rodoviário da região Norte/Nordeste, a fábrica tem total facilidade de recebimento e escoamento de produtos finais.

O diretor de Suprimento Agrícola da PBio, Jânio Rosa, salientou a importância do processo de verticalização da produção, dentro da estratégia da empresa e o apoio ao segmento familiar. “Já apoiamos 10 cooperativas do estado da Bahia e, nesse ano, a meta é atingir 45 mil toneladas de grãos em aquisição, contratada por cinco anos, celebrando uma relação de longo prazo, com garantia de preço de mercado e de compra, estruturação do serviço de assistência técnica, a partir do envolvimento de 240 técnicos, tudo isso, fruto da parceria com os governos estadual e federal. “Além do compromisso de estruturar o trabalho e apoiar uma base de produção familiar, agora temos a grande satisfação de poder ampliar a nossa participação, de forma mais integrada nesse processo de produção de biodiesel e na cadeia agrícola. Temos uma missão de suprir naquilo que for possível e viável para a usina de Candeias. Nosso maior objetivo é poder suprir toda a demanda da usina de Candeias”, destacou.

Para a representante da Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar, Elisângela Araújo, a parceria é fundamental para a comercialização da produção, segundo ela, um dos principais desafios do segmento. “Com a atuação integrada dessas empresas, o segmento é fortalecido. O escoamento da produção, agora, é estratégico, haja visto que a Pbio centraliza os principais pólos produtores da Bahia e do Nordeste. Estamos felizes com esse empreendimento e essa parceria é de fato o que a agicultura familiar precisa, no que se refere a preço justo e garantia de renda para o seu sustento no campo”.

Usina

Em dois anos de operação, recém completados, a Usina de Biodiesel de Candeias, na Bahia, teve sua capacidade de produção praticamente quadruplicada. Com a conclusão das obras de duplicação, na qual estão sendo investidos R$ 66 milhões, a unidade atingirá capacidade de 217,2 milhões de litros/ano ainda no segundo semestre. Esta é a segunda etapa da ampliação. A primeira foi concluída em novembro de 2009, quando passou dos iniciais 57 milhões de litros/ano para 108,6 milhões de litros/ano.

O investimento na ampliação da unidade industrial é resultado da análise de oportunidade em função da posição logística da usina, o que facilita o recebimento de insumos e a distribuição do produto para os grandes mercados. “Há dois anos, a Petrobras entrou na produção de biodiesel por meio desta usina. Crescemos. Com a nova capacidade vamos demandar ainda mais dos mercados agrícolas regionais”, comenta George Luis Mendes, gerente da usina, que é a primeira das três unidades próprias de produção de biodiesel da Petrobras Biocombustível e acumula a produção de 81,3 milhões de litros.

Em destaque, os resultados de produção de oleaginosas pela agricultura familiar no Estado da Bahia. São 26 mil agricultores familiares contratados para o plantio de mamona e girassol em uma área de 95 mil hectares e a expectativa é ampliar a participação da produção regional no programa de suprimento agrícola. Para isso, ao longo dos últimos dois anos, estão sendo desenvolvidas ações voltadas para a estruturação da cadeia de produção de oleaginosas nas regiões produtoras.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 107981 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]