Orçamento: Despesas para 2011 devem somar R$ 1,94 trilhão. O Executivo fixou o salário mínimo em R$ 538,15 – uma correção de 5,52%

Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, deverá anunciar dentro de instantes, em entrevista coletiva, a proposta orçamentária para 2011, que foi entregue hoje mais cedo à Mesa do Congresso Nacional. Pelo projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA), as despesas para o ano que vem vão somar R$ 1,94 trilhão – desse total, R$ 913,9 bilhões correspondem às despesas primárias e o restante, às despesas com pagamento da dívida pública federal.

A receita líquida da União vai ser de R$ 802,8 bilhões; as despesas obrigatórias, R$ 551,2 bilhões; e as despesas discricionárias (a maior parte relativa a investimentos) somarão R$ 201,8 bilhões.

O Executivo fixou o salário mínimo em R$ 538,15 – uma correção de 5,52% em relação ao valor atual, que é R$ 510.

A entrevista coletiva com Paulo Bernardo vai ocorrer no Ministério do Planejamento.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9375 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).