Feira de Santana: policial que matou colega alega que foi em legítima defesa

O soldado da Polícia Militar Rodrigo Felipe Cabral da Silva, 22 anos, acusado de ter matado o colega Joelson Rodrigues de Carvalho, 36, no último dia 25 de Julho de  2010, durante a festa Bye Bye São João, realizada no Clube de Campo Cajueiro, alegou legítima defesa ao advogado José Alberto Daltro Coelho, constituído para defendê-lo.

A tese da defesa ainda não se pronunciou, mas já se sabe que vai partir, inicialmente, para o atenuante violenta emoção e talvez legitima defesa. Coelho informou que está examinado o caso. Rodrigo Felipe encontra-se preso e mesmo cabendo a ele a liberdade provisória o advogado ainda não fez o pedido – Rodrigo é réu primário, tem bons antecedentes profissão definida e residência fixa. A defesa do policial será feita durante a instrução processual

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]