EBDA apoia trabalho de combate à Podridão-Vermelha do Sisal

Responsável por 94% da produção de sisal no Brasil, a Bahia é a maior produtora da cultura no país, cultivada em 52 municípios da região semiárida, configurando uma das principais atividades econômicas do estado. Com o objetivo de preservar a cadeia do sisal, a Câmara Setorial de Fibras Naturais do Estado da Bahia realiza no município de Valente, o ‘Nivelamento de Informações sobre a Prevenção e Controle da Podridão-Vermelha’.

O evento acontece na terça-feira (10/08/2010), no auditório da Casa Brasil, no município brasileiro com o maior polo industrial de sisal. O encontro visa promover a capacitação dos técnicos para orientar os agricultores no combate à podridão-vermelha, doença que provoca prejuízos em torno de 70% nos campos, também conhecida como podridão-do-tronco-do-sisal, e leva à morte da planta.

Apresentação sobre a situação atual da doença podridão-vermelha, métodos de prevenção e controle e apresentação das pesquisas que estão sendo realizadas sobre a doença são temas da programação do evento. Durante o encontro será lançada a Campanha Estadual de Prevenção e Controle da Podridão-Vermelha.

“O evento vai permitir a todos os técnicos que trabalham com a cultura do sisal falar a mesma linguagem, com conhecimento baseado nas tecnologias existentes, para a partir daí, realizar a difusão do conhecimento em nível de produtor”, afirmou o engenheiro agrônomo da empresa, Evandro Oliveira, salientando que, “na sequência do encontro, pretende-se montar um plano operacional para difundir as práticas, por meio da Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater)”.

Segundo o presidente da EBDA, Emerson Leal, “a EBDA, como a maior empresa pública de Ater do estado, tem o papel fundamental de articular e organizar as atividades voltadas para o beneficiamento da agricultura familiar”.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108904 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]