Unesco condena assassinatos de jornalistas mexicanos

Juan Francisco Rodríguez Ríos e María Elvira Hernandez Galeana eram casados e foram mortos em 28 de junho; Ríos era chefe local do Sindicato Nacional de Editores de Imprensa e havia denunciado recentemente a perseguição de jornalistas na região de Coyuca de Benítez.

A diretora-geral da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, Irina Bokova, condenou os assassinatos dos jornalistas mexicanos Juan Francisco Rodríguez Ríos e a esposa dele, María Elvira Hernandez Galeana.

Segundo nota da agência, eles foram mortos em 28 de junho no Estado de Guerrero, na região oeste do país.

Luto

Bokova afirmou que os assassinatos deixam toda a categoria em luto. Ríos era correspondente do jornal ‘El Sol de Acapulco’ e Galeana era jornalista freelance.

Eles foram atingidos por disparos, realizados por criminosos não identificados, enquanto trabalhavam no cybercafé que possuíam.

Ríos também era chefe local do Sindicato Nacional de Editores de Imprensa. De acordo com a Unesco, ele havia denunciado recentemente a perseguição de jornalistas na região de Coyuca de Benítez.

Irina Bokova pediu às autoridades mexicanas para que os responsáveis pelos assassinatos sejam levados à justiça e que os crimes não fiquem impunes. A Agência Interamericana de Imprensa afirma que seis jornalistas já foram mortos no México só este ano.

*Com informações da Rádio ONU

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109996 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]