Senador César Borges diz que a Bahia merece o Instituto Antonio Carlos Magalhães

Jornal Grande Bahia compromisso em informar.Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

O senador César Borges, a esposa, Tércia Borges, e a filha, Bárbara, participaram hoje (20/07/2010) da missa celebrada pelo monsenhor Gaspar Sadoc, pelo pároco Luís Simões e pelo padre Abel, pároco Igreja de Santana, em memória de Antonio Carlos Magalhães. Após a cerimônia, na Igreja Nossa Senhora da Vitória, o senador falou à imprensa sobre o significado de Antonio Carlos para a história da Bahia, da amizade e da admiração que mantinha pelo “saudoso senador”.

“Penso que o padre Sadoc tem razão quando diz que Bahia teve um líder que lutou por essa terra, por esse povo”. César Borges falou do aprendizado que teve com Antonio Carlos Magalhães e do trabalho que realizaram juntos pela Bahia. “Estivemos sempre juntos – seja quando fui secretário do seu governo, seja no período em que governei a Bahia ou, mais recentemente, quando juntos, no Senado Federal, trabalhamos para promover o engrandecimento da nossa terra, o engrandecimento do nosso povo”.

César Borges felicitou a iniciativa da família Magalhães de criar o Instituto Antonio Carlos Magalhães de Ação, Cidadania e Memória, que, de acordo com ele, “terá um papel essencial para o estado”.

“A Bahia merece um instituto como esse, que promova a cultura da nossa terra, a cidadania e que, principalmente, cuide para que a lembrança do saudoso senador Antonio Carlos esteja sempre viva no coração do povo baiano”. César Borges se colocou à disposição do presidente da instituição, o senador Antonio Carlos Magalhães Júnior, e da família para contribuir com o instituto.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).