Senador César Borges cobra política prioritária para desenvolvimento do Nordeste

Logomarca do Jornal Grande Bahia.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.

O senador César Borges apresentou hoje (14/07/2010), no Congresso Nacional, um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) que mostra que, apesar de o número de brasileiros em situação em situação de extrema pobreza ter reduzido em 50% de 1995 a 2008, o Nordeste-Nordeste não acompanhou o desenvolvimento do eixo sul-sudeste. Em seu discurso, o senador baiano defendeu a prioridade de uma política para minimizar as desigualdades regionais e promover o desenvolvimento do Norte e do Nordeste.

“Somente podemos sair da armadilha da disparidade regional, se adotarmos de forma prioritária uma política de desenvolvimento regional com metas, planejamento, recursos orçamentários, incentivos fiscais, enfim, com vontade política para reverter essa situação”, defendeu o César Borges.

Para o senador, o fato de 13 milhões de brasileiros terem saído da situação miséria é um motivo para comemoração, e atribuiu essa melhoria à estabilidade monetária conquistada pelo Brasil , aos ganhos reais do salário mínimo no mercado de trabalho e dos benefícios da Previdência Social. César Borges salientou as políticas sociais, como Bolsa Família, e a melhoria do mercado de trabalho, também decorrente do aumento no crescimento econômico, conquistados pelo Governo atual do Presidente Lula.

Em seu discurso, César Borges fez referência também ao empenho para combater a desigualdade no período em que governava a Bahia. “Nos esforçamos pelo desenvolvimento da Bahia, que cresceu acima da média nacional. Conquistamos a Ford, um complexo industrial para todo o Nordeste brasileiro, mas, apesar desse esforço insano que fazemos, se não houver uma política pública federal, da União, para tirar esse passivo, para criar uma justiça no desenvolvimento que seja equânime, nós não sairemos dessa situação”, alertou o senador.

César disse que a política para minimizar as desigualdades regionais e promover o desenvolvimento do Norte-Nordeste precisa de fato se tornar um compromisso. “Esse compromisso com o Nordeste é uma exigência, é uma obrigação para quem quer que queira governar este País com justiça”, cobrou o senador.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9750 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).