São Rafael inaugura laboratório construído com recursos da FAPESB

Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb) colaborou com a execução de dois importantes projetos que trarão esperanças nas pesquisas avançadas com células e no tratamento da doença de Chagas – o Laboratório de Cultura de Células Humanas e o Ambulatório Avançado de Doença de Chagas. As unidades, inauguradas nesta sexta-feira (09/07/2010), integram o Centro de Biotecnologia e Terapia Celular (CBTC) do Monte Tabor Centro Ítalo-brasileiro de Promoção Sanitária, entidade mantenedora do São Rafael.

Para viabilizar o projeto, inscrito em 2005, num edital específico da área lançado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), a agência de fomento do Ministério da Ciência e Tecnologia(MCT), foram liberados R$ 4 milhões, sendo R$ 1,3 milhão de contrapartida do Governo da Bahia, por meio da Fapesb. Também colaborou o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

O CBTC é uma referência no estudo de células-tronco do Brasil. A partir de agora, ele vai também desenvolver pesquisas com portadores de doenças de Chagas, a fim de identificar a forma correta de tratamento, já que muitas pessoas que hospedam o parasita não apresentam sintomas da doença como insuficiência cardíaca.

Com a inauguração do Ambulatório Avançado de Doença de Chagas, essas pessoas passarão a contar com acompanhamento terapêutico e assistência de uma equipe multidisciplinar integrada por profissionais de medicina, enfermagem, psicologia, nutrição e fisioterapia.

Primeiro do Nordeste e um dos oito centros credenciados no Brasil, pelo Ministério da Saúde, para o manejo de células-tronco a nível GMP (Boas Práticas em inglês), o CBTC do Hospital São Rafael realiza pesquisas básicas e aplicadas na área biomédica, e investigações de doenças neurológicas (trauma raquimedular, epilepsia, lesão do nervo periférico), de doenças renais, do diabetes, doenças cardiovasculares, doenças hepáticas e do envelhecimento.

O secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Feliciano Tavares Monteiro, e o diretor-geral da Fapesb, Roberto Paulo Lopes, participaram da inauguração, ao lado de vice-presidente executiva do Monte Tabor, Laura Ziller, do presidente do CNPq, Carlos Aragão de Carvalho Filho, do secretário de C&T e Insumos do Ministério da Saúde, Reinaldo Nery Guimarães, do coordenador de Pesquisa Experimental do Hospital São Rafael, Ricardo Ribeiro, do coordenador de Pesquisa Clínica da mesma instituição, Luiz Guilherme Lyra, e do representante da Secretaria Estadual da Saúde, Renan Araújo.

Atendimento na unidade hospitalar

Baseado no princípio evangélico do “Ensinai e Curai”, difundido pelo sacerdote italiano Luigi Maria Varzé, 88 anos, o Hospital São Rafael presta mais de dois mil atendimentos por dia, em ambulatório, emergência, diagnóstico e terapia. Interna quase 16 mil pacientes e realiza, em média, dez mil cirurgias por ano.

A unidade dispõe de 302 leitos e ambulatório, com 77 consultórios médicos, serviços de emergência, hemodiálise, bioimagem, com aparelhos de última geração, anatomia patológica, laboratório de análises clínicas e toxicologia, UTI geral, UTI pediátrica, UTI cardiológica, unidade semi-intensiva, hospital dia e banco de sangue totalmente informatizado.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109879 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]