Produção industrial cai em São Paulo, Rio Grande do Sul e mais cinco estados

Rio de Janeiro – A produção industrial caiu no mês de maio, em relação a abril, em sete das 14 regiões abrangidas pela Pesquisa Industrial Mensal Regional, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). São Paulo e Ceará apresentaram recuo de 0,9%, além de Rio Grande do Sul (-2%), Amazonas (-2,2%), Goiás (-2,4%), Espírito Santo (-2,8%) e Pará (-2,9%).

O Paraná foi o estado que registrou a maior recuperação do índice de produção das indústrias: crescimento de 17,7% depois de uma queda acentuada de -15% em abril. Também registraram taxas positivas Bahia (4%), Rio de Janeiro (2,8%), Região Nordeste (1,6%), Pernambuco (1,5%) e Minas Gerais (1,1%). Em Santa Catarina, a produção se manteve estável em relação a abril.

Na comparação com o mês de maio do ano passado, a pesquisa aponta, porém, que a produção da indústria cresceu em todas as regiões investigadas. No total, o crescimento ficou em 14,8%. Com taxas acima da média Brasil estão Paraná (31,3%), Espírito Santo (26,5%), Goiás (22,5%), Minas Gerais (22,4%), Pernambuco (22%), Ceará (20,2%), Região Nordeste (19,9%), Bahia (17,9%) e Amazonas (17,6%).

De janeiro a maio deste ano, todas as regiões pesquisadas também expandiram a produção industrial. Segundo o IBGE, as indústrias que mais cresceram foram a automobilística, de eletroeletrônicos, de máquinas e equipamentos e de atividades relacionadas às commodities (produtos básicos ou semi-industrializados com preços cotados no mercado internacional), como produtos da cadeia agropecuária, minério de ferro, petróleo e siderurgia.

No acumulado dos últimos 12 meses, apenas o Pará registrou queda (-0,2%) na produção de manufaturados.

*Com informações da Agência Brasil

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108727 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]