Presidente Lula: dados do Caged mostram momento excepcional da economia brasileira

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.

Ao comentar os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados na semana passada, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje (19) que a economia brasileira vive “um momento excepcional”.

“Enquanto o mundo inteiro vive uma situação de desemprego, nós conseguimos, nos primeiros seis meses do ano, criar mais de 1,4 milhão de empregos com carteira assinada”, disse. “Se continuarmos no ritmo em que estamos, poderemos chegar, no final do ano, criando 2,5 milhões de empregos”, completou.

Em seu programa semanal de rádio Café com o Presidente, Lula citou os setores da construção civil e de serviços como maiores destaques, diante do crescimento acima da média nacional. Segundo ele, os números são resultado das medidas adotadas pelo governo no auge da crise financeira internacional.

“Tudo isso fez com que a gente tivesse uma fermentação positiva na economia brasileira e com que a gente pudesse gerar essa quantidade de empregos”, afirmou.

O Brasil gerou 212.952 mil empregos com carteira assinada em junho. É o segundo melhor resultado para o mês desde o início da série histórica (1992), abaixo apenas do registrado em junho de 2008, quando 309.442 vagas foram criadas. Em maio deste ano, foram gerados 298 mil empregos.

Sobre Carlos Augusto 9611 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).