Prefeito Tarcízio Pimenta reconhece em discurso o trabalho de Geddel Vieira Lima por Feira de Santana

Prefeito Tarcízio Pimenta reconhece em discurso o trabalho de Geddel Vieira Lima por Feira de Santana.
Prefeito Tarcízio Pimenta reconhece em discurso o trabalho de Geddel Vieira Lima por Feira de Santana.

Presente na inauguração do comitê da candidata à Assembléia Legislativa Graça Pimenta (PR), nesta quarta-feira (28/07/2010), o candidato ao Governo do Estado da Coligação A Bahia Tem Pressa, Geddel Vieira Lima, recebeu o reconhecimento pelo trabalho que realizou como ministro da Integração Nacional, em favor da população de Feira de Santana. Um dos depoimentos mais enfáticos foi do prefeito do município, Tarcízio Pimenta (DEM), que publicamente agradeceu o empenho do ex-ministro do Governo Lula, na assistência às vítimas das chuvas do início do ano.

“Não posso deixar de receber aqueles que trabalham por Feira de Santana, trazendo recursos, obras e investimentos para o município”, declarou o prefeito, diante secretários municipais, vereadores e lideranças políticas de toda a região, referindo-se à Geddel e também ao senador e candidato à reeleição César Borges (PR).

Segundo maior colégio eleitoral da Bahia e considerado estratégico na disputa pelo Governo do Estado, Feira de Santana é o principal município comandado pelo DEM. Filiada ao PR, a primeira dama do município, Graça Pimenta, apóia o candidato do PMDB, Geddel Vieira Lima e juntamente com o deputado federal e candidato à reeleição Colbert Martins (PMDB) está à frente, na região, da campanha da Coligação A Bahia Tem Pressa.

O prefeito Tarcísio Pimenta tem repetidas vezes, elogiado a atuação do ex-ministro, sobretudo a sua postura apartidária no atendimento às solicitações dos municípios. “Muitas vezes bati na porta do ministro Geddel e fui muito bem atendido”, salientou o prefeito, citando como exemplo os R$ 10,5 milhões liberados por Geddel para atender às vítimas das inundações e deslizamentos provocadas pelas chuvas que no início do ano deixaram um grande número de desabrigados no município.

“Quando a chuva abateu a cidade eu não perguntei ao prefeito Tarcísio se ele iria apoiar a minha candidatura. Eu fiz a minha obrigação, destinando recursos do Ministério da Integração Nacional para atender às necessidades do município”, retribuiu Geddel. Os recursos foram empregados em obras como a limpeza e cobertura do canal na Fraga Maia, obras de pavimentação, pontilhões, passagem molhada e muitos outros investimentos.

O candidato Geddel reconheceu que Feira de Santana sofre com problemas graves nos serviços públicos e garantiu que não vai parar de trabalhar pela cidade. Na área de segurança, por exemplo, Geddel se comprometeu a aumentar o número de batalhões das polícias Civil e Militar, que permanece o mesmo desde a década de 1950, quando foi transferido um batalhão da PM de Salvador para atender a cidade que tinha 100 mil habitantes.

Hoje, com 590 mil habitantes, Feira de Santana sofre com o aumento da criminalidade, sobretudo na zona rural. Mas, somente este ano, às vésperas da eleição, recebeu o atual governo oito novas viaturas para ajudar no policiamento de toda a região.

César Borges, candidato a senador da coligação, e que também deixou importantes obras no município, como o Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, a ampliação da Univerdade Estadual de Feira de Santas (UEFS), a construção de centenas de casas, saneamento e pavimentação de ruas, disse que vai continuar trabalhando pela cidade: “A nossa meta é trazer para Feira um aeroporto de carga”, declarou.

'Prefeito Tarcízio Pimenta reconhece em discurso o trabalho de Geddel Vieira Lima por Feira de Santana.
‘Prefeito Tarcízio Pimenta reconhece em discurso o trabalho de Geddel Vieira Lima por Feira de Santana.
Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9612 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).