Na volta às aulas, Bahia comemora bom desempenho no IDEB

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Volta às aulas na Rede Estadual - Instituto Anísio Teixeira.
Volta às aulas na Rede Estadual - Instituto Anísio Teixeira.
Volta às aulas na Rede Estadual - Instituto Anísio Teixeira.
Volta às aulas na Rede Estadual – Instituto Anísio Teixeira.

Além de rever os amigos e dar continuidade aos conteúdos, os mais de um milhão de alunos da rede estadual voltaram às aulas, nesta segunda-feira (05/07/2010), com um motivo a mais para comemorar. A Bahia superou as metas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), do Ministério da Educação, no indicador geral do Estado (redes estadual, municipal e privada).

Os dados foram divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e apontaram que, no ensino médio da Bahia, a nota prevista para 2009 ultrapassou a meta de 3,1 e registrou 3,3. A marca também supera a projeção para 2011, que é de 3,2.

No ensino fundamental o resultado de 3,8 conseguido nas séries iniciais (1ª a 4ª série) superou a meta do ano passado, que era de 3,1, e atingiu a meta prevista para 2013 (3,8). No entanto, nas séries finais (5ª a 8ª série), a meta era 3,0 e a Bahia também conseguiu ultrapassar e marcou 3,1.

A coordenadora de avaliação da Secretaria Estadual de Educação, Diana Pipolo, disse que o Ideb é um indicador de resultados e a composição dos índices é feita a partir dos dados da aprovação mais os da aplicação da Prova Brasil, que é uma avaliação aplicada a cada dois anos em Língua Portuguesa e Matemática. “As notas dos estudantes viram uma média que, associada aos dados de aprovação internos da escola, compõem o Ideb – um indicador que aponta informações de dentro e fora da escola”.

Além do indicador geral da Bahia, que inclui o desempenho de todas as redes de educação, a estadual também conseguiu superar a meta prevista pelo Ideb para o ensino médio, que tinha como meta 2,8 e atingiu 3,1. Para as séries iniciais do ensino fundamental (1ª a 4ª série), atingiu a marca de 3,2 com uma meta de 2009 de 3,0. Nas séries finais (5ª a 8ª série) fechou na meta de 2,8.

Para o secretário estadual da Educação, Osvaldo Barreto, o bom desempenho é reflexo dos investimentos na área. “Certamente, temos muito a caminhar, mas o fato é que o alcance e a ultrapassagem das metas nos deixa muito felizes, pois houve um crescimento, uma melhoria que refletem os trabalhos que vêm sendo desenvolvido no estado pelo Governo do Estado e pelos municípios”.

Conforme Barreto, os dados servirão para aperfeiçoar ainda mais os resultados do ensino público na Bahia. “Já criamos um grupo para analisar os dados de cada uma das nossas escolas para que possamos, efetivamente, melhorar ainda mais a qualidade da nossa educação”. Para garantir o envolvimento das prefeituras, por meio das suas secretarias da Educação, o governo pretende dar continuidade ao Programa de Apoio à Educação Municipal (Proam).

Os resultados divulgados pelo MEC mexeram com a comunidade escolar, dando um novo ânimo aos alunos e professores. A vice-diretora do Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira, Ângela Meirelles, informa que, para alcançar as metas, a instituição segue à risca as orientações da Secretaria Estadual de Educação.

“Nós seguimos toda e qualquer orientação da secretaria, dos órgãos governamentais que trazem para nós toda a contribuição, a exemplo dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs), da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional que trata de todas essas questões referentes à Educação”, disse Meirelles.

Ângela argumenta que a unidade escolar também auxilia os pais sobre o comportamento dos jovens. “Atraímos nosso aluno, por meio da sensibilização, ou seja, ele precisa acreditar que essa escola é um lugar onde ele vem, é acolhido, respeitado, onde é único. Também fazemos o papel de educadores pais, porque eles precisam sentir que existem valores imprescindíveis para o crescimento. Trabalhamos conteúdos de relevância social como meio ambiente, orientação sexual, drogas, profissionalização e cultura afro”.

Alunos encontram escolas reformadas

Para garantir que os alunos tenham um ano letivo sem contratempos, a Secretaria concluiu a reforma de 167 escolas, sobretudo de telhado, redes elétrica e hidráulica, sanitários e pintura. Em Itabuna, o Estado investiu R$ 1 milhão para a reforma total dos colégios estaduais de Itabuna e D. Amélia Amado e Maria de Lourdes Veloso.

Em Anagé, o Colégio Estadual Renato Viana também foi totalmente recuperado a um custo de R$ 661 mil. No município de Candeias, a Escola Ouro Negro recebeu investimentos de R$ 73 mil para reforma de cobertura, esquadrias, pintura e revisão geral das instalações elétricas e hidráulicas. Em Salvador, entre os beneficiados, os colégios Tereza Helena Mata Pires, no bairro do Lobato (R$ 80 mil) e o Barros Barreto, em Paripe (R$ 65,2mil).

Na área de construções, a prioridade do governo estadual tem sido atender à zona rural, nos estabelecimentos instalados nos assentamentos de reforma agrária, nas comunidades quilombolas e nas comunidades indígenas.

Os estudantes retornaram empolgados para as a segunda metade do ano letivo. Helyenei Evangelista, 18 anos, é um deles. Estudante do 3º ano noturno, o jovem participa das atividades do colégio em horários extras. “Minha expectativa é sempre crescer. Estar aprendendo cada dia mais. Estou à procura de um estudo para ser alguém amanhã. Gosto de estudar. Se eu pudesse ficaria aqui o dia todo. Já venho pela manhã ou pela tarde. Estou aqui pelo ensino e pelos professores. Nós aprendemos dialogando”.

Flávio Henrique da Silva também tem uma meta. Quer ingressar na universidade. “Quero concluir o meu ensino médio e garantir uma vaga em uma faculdade. Quero ser jornalista ou professor”. Além de gostar da escola, Mair Lúcia não nega que estava com saudade da turma. “É sempre bom voltar às aulas. Estudo nessa escola há 4 anos. Adoro. Aqui tem muitas pessoas legais, todo mundo fala com todo mundo. É muito bom”.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 123164 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.