José Serra afirma: Souto será nosso grande parceiro no combate à criminalidade na Bahia

“O maior problema de Itabuna e do País, hoje, é a segurança. Precisamos reforçar a parceria entre o governo federal e estadual, promovendo uma união nacional de combate à criminalidade, e Paulo Souto será fundamental nesse processo. Ele é o nosso grande parceiro aqui na Bahia”, disse José Serra à imprensa, em Itabuna. O presidenciável propôs a criação do Ministério da Segurança Pública para coibir o crime organizado, cuja base é o contrabando de drogas e armas.

Demonstrando conhecimento da realidade local, Serra destacou o elevado índice de criminalidade em Itabuna. “Esse é um dos municípios mais violentos do Brasil. Itabuna está entre as 15 cidades em que os jovens estão mais vulneráveis”.

O diagnóstico do presidenciável coincide com a realidade vivida pelos habitantes do município. Na avaliação do vendedor Paulo Moraes, o policiamento na cidade já foi muito melhor. “O policiamento piorou demais. Eu já perdi 16 amigos nos últimos tempos, todos eles assassinados no bairro de Santa Inês”, revelou.

Em recente estudo de vulnerabilidade dos jovens à violência, elaborado pelo Ministério da Justiça através do Fórum de Segurança Nacional, Itabuna apresentou o pior resultado entre os 266 municípios pesquisados.

O candidato tucano José Serra afirmou ainda que envidará esforços para resolver, até o final do seu mandato, se eleito, a questão do endividamento dos cacauicultores, o problema da lavoura do cacau, do abastecimento de água em Itabuna e da duplicação da BR-101 no território baiano.

A presença de Serra em Itabuna esticou o horário comercial da cidade. As lojas ficaram abertas até depois das 13 horas, momento em que, normalmente, encerram as suas atividades aos sábados.

Paulo Souto recepciona Serra em Itabuna

O povo de Itabuna não se intimidou com a chuva e lotou a praça Camacan para receber, junto com o postulante ao governo da Bahia, Paulo Souto, o presidenciável, José Serra, que chegou acompanhado do presidente estadual do PSDB, Antonio Imbassahy. Saudados com muito carinho pelos itabunenses, Souto e Serra seguem em caminhada pela Avenida Cinquentenário ao lado do vice, Nilo Coelho, e dos postulantes ao Senado, José Carlos Aleluia e José Ronaldo.

No corpo a corpo, as pessoas demonstram amabilidade com os candidatos, destacando as realizações de Souto e a esperança de ter na Presidência da República um político com a experiência de José Serra para conduzir os rumos do País. Na ocasião, o candidato ao governo Paulo Souto, através do seu jornalzinho de campanha, apresenta à população de Itabuna as propostas formuladas para a Região Cacaueira. Na comitiva, estão presentes também os deputados federais ACM Neto, Fábio Souto, João Almeida e Jutahy Jr., e os deputados estaduais Heraldo Rocha e Sandro Régis.

 Souto e Serra se unem no combate à pobreza extrema

Erradicar a pobreza extrema no Brasil e na Bahia é um objetivo comum de José Serra e Paulo Souto. Os candidatos à Presidência da República e ao governo estadual traçam planos em conjunto para cumprir esse que é um dos pontos estabelecidos pela ONU no documento Metas do Milênio. Signatário da proposta, o Brasil tem até 2015 para acabar com a miséria no país, mas Serra e Souto querem antecipar para 2014 o cumprimento dessa meta.

A questão foi um dos principais temas abordados na reunião de alinhamento entre as equipes de elaboração dos planos de governo de José Serra e Paulo Souto. “A erradicação da miséria até 2014 será uma marca audaciosa”, diz o ex-governador baiano, acrescentando que a Bahia apresenta índices de pobreza extrema dos mais altos do Brasil.

Segundo estudo publicado recentemente pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), essa parcela carente da população tem renda mensal de até um quarto de salário mínimo e representa 23,8% dos baianos em 2008, ou cerca de 3,5 milhões de pessoas.

Pelas projeções do mesmo estudo, para a Bahia erradicar a miséria até 2016 seria preciso tirar anualmente dessa condição 3% da população, ou 450 mil pessoas, aproximadamente.

Para antecipar o cumprimento das Metas do Milênio na Bahia, o plano de governo do candidato Paulo Souto propõe a criação do Programa Agenda Social. A medida contará com a Câmara de Gestão, importante ferramenta de acompanhamento e controle das ações voltadas ao cumprimento das oito metas estipuladas pela ONU. O organismo será comandado diretamente pelo Gabinete do Governador.

A intenção de dobrar os recursos do Bolsa Família e demais programas de transferência de renda anunciada por José Serra, com parte substancial desses recursos sendo destinada à Bahia, surge como uma forte aliada do governo estadual na luta contra a pobreza extrema.

Por meio dessa medida, cerca de um milhão de famílias baianas que ainda vivem em condições de indigência serão beneficiadas com o significativo aumento do Bolsa Família. A previsão de investimento é de quase R$ 2 bilhões anuais do orçamento federal.

Ao governo estadual caberá focar seus investimentos e esforços no desenvolvimento e implantação de programas na área social, como educação, urbanização, habitação, segurança e saúde, sobretudo nas regiões que apresentam menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e de maior contingente de beneficiários do programa.

Para Souto, dessa forma, ficam asseguradas, a garantia e ampliação da renda mínima suficiente para as famílias mais necessitadas do estado, com melhoria paralela do conjunto de serviços públicos, fundamentais para a sustentabilidade e a perspectiva de futuro dessas famílias baianas.

“Não se trata de promessas eleitoreiras, mas de um pacto entre candidatos sérios, políticos conhecidos na Bahia e no Brasil por cumprir seus compromissos, o que infelizmente não ocorreu nos últimos 4 anos, pois os baianos não esquecem que na campanha de 2006 o Programa do PT prometeu aumentar o Bolsa Família e depois parece que o Governador não se lembrou, ou não teve prestigio junto ao Governo Federal”, observa Paulo Souto.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111165 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]