Inadimplência das empresas é a menor dos últimos seis anos, indica Serasa

A melhora na atividade econômica observada nos últimos meses levou o índice da inadimplência entre as empresas a cair 9%, se comparados o primeiro semestre deste ano com o mesmo período de 2009. Segundo a Serasa Experian, o resultado semestral é o melhor registrado desde 2005.

A quantidade de cheques sem fundos, títulos protestados e dívidas vencidas em junho deste ano foi 7,2% menor do que a registrada no mesmo mês do ano passado e 5,8% abaixo da inadimplência registrada em maio passado. Apesar disso, o valor médio das dívidas não honradas entre janeiro e junho deste ano subiu 3,3% além do valor médio registrado no primeiro semestre de 2009, atingindo R$ 4.744,44.

De acordo com um dos coordenadores do levantamento, Luiz Rabi, a menor inadimplência é consequência, entre outros fatores, da retomada do crescimento econômico após o país ter sofrido, em 2009, os reflexos da crise financeira mundial.

“Com a melhora as empresas passaram a vender mais, lucrar mais e ter melhores condições de saldar suas dívidas”, afirmou Rabi àAgência Brasil, explicando que a redução da inadimplência tem importante reflexo sobre a política monetária, já que, com o menor risco de calotes, o juro médio cobrado pelos empréstimos financeiros feito às empresas tende a cair, como já vem ocorrendo.

E mesmo com evidências de que um processo de desaquecimento econômico tenha se iniciado no segundo trimestre – ontem (28), a Confederação Nacional da Indústria (CNI), por exemplo, anunciou que, em junho, a utilização da capacidade instalada pelas indústrias ficou abaixo da registrada em maio – a Serasa Experian sustenta que a perspectiva é de que a inadimplência das empresas continue caindo gradualmente ao longo do ano.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111145 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]