Homens são presos após assaltarem o G.Barbosa em Feira de Santana e Delegado Geral conclama policiais civis a manterem atividades normais

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.

Assaltaram o G.Barbosa e foram presos

No último sábado (17/07/2010), policiais militares pertencentes à 66ª CIPM prenderam dois ladrões em flagrante. O fato ocorreu no bairro Cidade Nova quando uma viatura da PM que fazia rondas no local avistou várias pessoas correndo e uma grande agitação. De imediato a guarnição se aproximou e tomou conhecimento que dois indivíduos haviam acabado de furtar celulares do Supermercado G.Barbosa, após terem quebrado um vidro aonde ficavam os aparelhos, eles foram então perseguidos pelos policiais que conseguiram alcançar os meliantes já nas imediações da Av. Mª Quitéria. Com eles foram encontrados 10 celulares de diversas marcas.

Osvaldo de Jesus Santos, 23 e Rodrigo Nascimento de Almeida,23 são moradores da capital baiana e são recém saídos da casa de detenção de Salvador/Ba, onde cumpriram pena de seis meses por motivo de furto.Os acusados foram presos e apresentados na delegacia competente.

A 66ª Companhia Independente de Polícia Militar, em Feira de Santana, realizou mais uma relevante ação de combate ao tráfico de drogas na cidade. Neste domingo, 18 de julho, por volta das 11h, uma guarnição da 66ª CIPM realizava rondas no Bairro Queimadinha, quando se deparou com dois indivíduos em atitude suspeita, que correram assim que perceberam a presença policial.

A guarnição conseguiu alcançar os suspeitos, Josevaldo Bacelar Marcolino e T.A.S., menor de idade, ambos residenes na Queimadinha, que estavam em posse de um saco com 345 pedras de crack. Dando prosseguimento às diligências, foram encontradas 200 gramas de pasta de cocaína num imóvel abandonado onde os suspeitos tentaram se homiziar.

Ambos foram conduzidos à 2ª Delegacia de Polícia Civil, onde foram autuados em flagrante delito pelo delegado plantonista.

Prisão por porte ilegal de arma

Givanildo de Jesus Bonfim, 18 anos e Jailton Soares Mendes, 23anos, foram presos por porte ilegal de arma.

A apreensão foi realizada, no domingo (18), por volta das 19h30, no bairro George Américo em Feira de Santana, a CETO 02, sob o comando do sargento PM Oliveira conduziu a 2ª CP. Com Givanildo foi encontrado um revolver calibre.32, com uma munição intacta e uma deflagrada. Jailton estava de posse de três munições Cal. 38. Com os acusados foi encontrado ainda um celular marca LG e a quantia em dinheiro de onze reais e trinta centavos.

Prisão por tráfico de drogas

Por volta das 23h00 do dia 16/07/10 na Invasão da Lagoa no bairro Santo Antonio dos Prazeres em Feira de Santana, foi detida e encaminhada a DP, Marla Sandra de Jesus. Por ter sido encontrada com, cento e três trouxas de maconha prontas para venda. A ocorrência foi conduzida pela viatura do Tático Móvel 36 sob o comando do Soldado PM Roque.

Adilson Costa de Jesus, “DEZINHO”, 23 anos, foi conduzido a Delegacia por tráfico de drogas, por policiais militares da 67ª Companhia Independente, por volta das 21H30 no bairro Irmã Dulce em Feira de Santana. Com o conduzido foram encontradas seis pedras de crack, duas porções de maconha e a quantia em espécie de R$ 500,00.

A 66ª Companhia Independente de Polícia Militar, em Feira de Santana, realizou mais uma relevante ação de combate ao tráfico de drogas na cidade. Neste domingo, 18 de julho, por volta das 11h, uma guarnição da 66ª CIPM realizava rondas no Bairro Queimadinha, quando se deparou com dois indivíduos em atitude suspeita, que correram assim que perceberam a presença policial.

A guarnição conseguiu alcançar os suspeitos, Josevaldo Bacelar Marcolino e T.A.S., menor de idade, ambos residenes na Queimadinha, que estavam em posse de um saco com 345 pedras de crack. Dando prosseguimento às diligências, foram encontradas 200 gramas de pasta de cocaína num imóvel abandonado onde os suspeitos tentaram se homiziar.

Ambos foram conduzidos à 2ª Delegacia de Polícia Civil, onde foram autuados em flagrante delito pelo delegado plantonista.

Policia Civil vai descontar ponto de quem aderir à paralisação

O delegado geral da Polícia Civil da Bahia, Joselito Bispo da Silva, conclama todos os servidores policiais civis que se abstenham de participar, nesta segunda- feira (19), de qualquer atividade que prejudique o bom andamento dos serviços oferecidos pela Polícia, conforme indicado pelo sindicato da categoria.

Para Joselito Bispo, a ameaça de paralisação de serviços essenciais à sociedade, em desobediência à Justiça baiana – que considerou, na última sexta-feira (16), ilegal o movimento proposto pelo Sindpoc – resultará no desconto do ponto dos dias não trabalhados, além de outras medidas administrativas, como responsabilização administrativa e funcional.

A Justiça, segundo Joselito, entendeu a importância do trabalho dos policiais baianos e os propósitos da instituição no sentido de garantir a segurança e o bem estar do cidadão ao considerar a paralisação ilegal e definir uma multa diária de R$ 100 mil para cada dia parado.

O delegado geral lembra que, ao contrário do que está apregoando o Sindipoc, o novo horário não aumenta a jornada de trabalho, que continua a mesma, e nem causa prejuízos na remuneração dos servidores.

Novo horário

O novo regime alterou o antigo horário de trabalho de 24 horas de plantão por 72 horas de folga (24/72h) para 12 horas de plantão por 24 horas de folga (12/24h) para quem trabalha durante o dia; e para 12 horas de plantão por 48 horas de folga (12/48h) para quem trabalha à noite.

O novo horário, que entrou em vigor no dia 1º de julho nas delegacias de Salvador e Região Metropolitana, já foi praticamente adotado em todos os estados brasileiros. Na maioria deles, os resultados são considerados bons, com redução na ocorrência de crimes e ampliação na elucidação de delitos.

“O antigo regime estava trazendo prejuízos a todos. Um delegado ao encerrar o plantão interrompe também todas as suas atividades, que só serão retomadas 72 horas depois, quando retornar à unidade policial”, relata Bispo.

O movimento paredista foi considerado ilegal pelo Juiz da 5ª Vara da Fazenda Pública, Ricardo d´Avila. Na sua decisão, ele acolheu o requerimento do Estado da Bahia, no ato representado pelo procurador Caio Druso de Castro, para determinar ao Sindicato dos Policiais Civil do Estado (Sindipoc) que retire do site da instituição a convocação de paralisações e se abstenha de realizá-las nas datas anunciadas.

Delegado geral conclama policiais civis a manterem atividades normais

Após a decisão judicial da última sexta-feira (16) proibindo as paralisações anunciadas pelo Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindipoc), o delegado geral da Polícia Civil, Joselito Bispo, está conclamando os policiais a manterem suas atividades normalizadas esta semana. “A Justiça entendeu a importância do trabalho dos nossos policiais e os propósitos da nossa instituição no sentido de garantir a segurança e o bem estar do cidadão”, afirmou Bispo. Para ele, com a decisão, todos os policiais civis, dentro do princípio de respeito a ordem judicial, devem se abster de participar de qualquer atividade que implique no bom andamento dos serviços policiais.

Diante da ilegalidade do movimento, a administração da Polícia Civil está disposta a adotar uma postura que pode implicar no corte do ponto daqueles que aderirem à paralisação, entre outras medidas

Decisão – A decisão do Juiz da 5ª Vara da Fazenda Pública, Ricardo d´Avila, determinou ao Sindipoc que retire do site da instituição a convocação de paralisações e se abstenha de realizá-las nas datas anunciadas, devendo cumprir a decisão de imediato sob pena de multa diária de R$100 mil, por cada dia de paralisação. O Sindicato havia anunciado a paralisação das atividades de segurança pública por 72 horas, durante três semanas, alegando que a categoria não aceitava a portaria do delegado geral da Policia Civil, Joselito Bispo, publicada no Diário Oficial do Estado em 23 de junho, que altera a escala de serviço. A primeira paralisação estava prevista para esta segunda-feira (19).

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113826 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]