Governo concede novo prazo para municípios regularizarem débitos previdenciários

Sérgio Carneiro destaca ação rápida do governo. Medida irá beneficiar 80% dos municípios baianos.

Foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) de 29 de junho de 2010 último a Medida Provisória (MP) 492/2010 que abre prazo até o próximo dia 30 de julho para os municípios regularizarem o parcelamento de débitos relativos às contribuições junto à Previdência Social.

O deputado federal Sérgio Barradas Carneiro (PT-BA) lembra que no começo do mês de junho foi procurado por representantes de diversos municípios baianos, preocupados com a carência estabelecida pela Lei Nº 11.960, de junho de 2009, para a quitação dos débitos das prefeituras com o INSS. O parlamentar baiano acionou a liderança do governo na Câmara dos Deputados e também a Casa Civil para alertar sobre a necessidade de prorrogação dos prazos, o que efetivamente ocorreu com a promulgação da MP 492/2010.

A regularização desses débitos de parcelamento é de interesse dos municípios e também da União, pois, enquanto os débitos não estiverem parcelados, os municípios deixam de contribuir para a Previdência Social, além do que a falta da regularidade fiscal impede que convênios e outras operações possam ser realizadas.

Com esta medida, os municípios ganharam novo prazo para acertar as contas com a Previdência, o que irá beneficiar cerca de 80% dos municípios baianos. “Nós levantamos o problema e acionamos o governo para que a solução fosse dada em prazo recorde”, afirma Sérgio Carneiro, ressaltando a agilidade da Casa Civil em viabilizar o novo prazo por meio da MP editada pelo presidente Lula. “Isso irá facilitar a adimplência”, declarou o deputado.

A MP também institui, no âmbito do Ministério da Educação, um plano especial para recuperação da rede física escolar pública com o objetivo de prestar assistência financeira para recuperação de escolas públicas estaduais.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9397 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).