Exposição no Museu de Arte da Bahia homenageia mestre José Valladares

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

O Museu de Arte da Bahia (MAB), no Corredor da Vitória, mostra até o dia 18 de julho de 2010, a exposição Reencontrar José Valladares – O Mestre, focalizando a trajetória do historiador, crítico de arte, jornalista e diretor/criador do Museu do Estado da Bahia.

Estão expostos os principais quadros da coleção Abbott, por ele estudada e classificada para produzir a monografia “A Coleção Abbot: A primeira pinacoteca da Bahia”, e também os trabalhos premiados dos artistas que participaram dos Salões de Belas Artes por ele criados e incentivados, de 1949 a 1956.

A exposição, organizada pela diretora do MAB, Sylvia Athayde, pode ser visitada gratuitamente de terça a sexta-feira, das 14h às 19h, e sábados e domingos, das 14h30 às 18h30. Também está exposta rica documentação fotográfica resgatando a importância de José Valladares, morto prematuramente aos 43 anos, em 1959, num acidente de avião, quando voltava de um congresso de diretores de museus, no Rio de Janeiro.

Também como parte dessas homenagens foi relançado o livro “Museus para o Povo”, de sua autoria, publicado em 1945. Trata-se de estudo resultado das suas observações e experiências nos museus americanos que freqüentou e pesquisou durante estadia nos Estados Unidos, em 1943, com uma bolsa da Fundação Rockfeller. Lá se dedicou aos estudos da História da Arte no Graduate Institute da Universidade de Nova York e estagiou no Brooklin Museum, como aprendizado prático de museologia.

O mestre

José Valadares nasceu na Bahia em 3 de maio de 1917. Fez os seus estudos primário e secundário em Salvador, no Colégio Antonio Vieira. Após cursar, com destaque, a Faculdade de Direito de Recife, diplomou-se em Ciências Jurídicas e Sociais, mas não foi o Direito que o seduziu para a vida profissional e sim a arte. Destacou-se como professor, crítico de arte, escritor e diretor de museu.

Em 1939 foi nomeado para a direção do Museu do Estado da Bahia, quando se dedicou aos estudos museológicos, com particular interesse pelo patrimônio baiano. Para aprimorar os conhecimentos técnicos nesta área foi para os Estados Unidos, em 1943, com uma bolsa da Fundação Rockfeller, tendo cursado História da Arte no Graduate Institute da Universidade de Nova York e estagiado no Brooklyn Museum como aprendizado prático de Museologia.

Ao regressar à Bahia, em 1944, passou a ministrar aulas de Estética, na Faculdade de Filosofia da Universidade da Bahia. No ano seguinte, publicou “Museus para o povo”, um estudo resultado das observações e experiências nos museus americanos. Trata-se de um trabalho pioneiro no campo da Museologia brasileira, que pretende chamar atenção para as possibilidades de democratização da cultura que se encerram nos museus.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113566 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]