Brasília recebe encontro nacional sobre refugiados e migrantes

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.

Evento promovido pelo Acnur e pelo Instituto Migrações e Direitos Humanos vai reunir cerca de 40 instituições da sociedade civil envolvidas na assistência a essas pessoas no Brasil; o país tem 4,2 mil refugiados de 76 países.

Começa nesta terça-feira em Brasília o 6º. Encontro Nacional das Redes de Proteção, promovido pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, e pelo Instituto Migrações e Direitos Humanos.

O evento deve reunir cerca de 40 instituições da sociedade civil envolvidas na assistência a refugiados e migrantes no Brasil.

Integração

Oficinas de trabalho estão programadas durante o encontro para capacitar ONGs que atuam diretamente no processo de integração dos refugiados, como disse à Rádio ONU, de Brasília, Rosita Milesi, diretora do Instituto Migrações e Direitos Humanos.

“Essas ONGs são as que na prática contribuem no atendimento direto, sobretudo dos refugiados, mas também dos migrantes. No caso dos refugiados, todos os processos, os projetos de integração, mesmo os patrocinados pelo Acnur, são desenvolvidos pelas chamadas entidades implementadoras”, disse.

O evento, que vai até quinta-feira, pretende abordar necessidades de grupos especialmente vulneráveis, como mulheres, crianças e idosos.

Inclusivas

Segundo o representante do Acnur no Brasil, Andres Ramirez, é importante que as políticas de proteção sejam inclusivas. Ele afirma que, em muitas situações, os grupos mais vulneráveis são marginalizados ou esquecidos.

O Brasil abriga mais de 4,2 mil refugiados de 76 nacionalidades, como angolanos, colombianos e iraquianos, entre outros.

*Com informações da Rádio

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112952 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]