TOPA reduz em quase 50% o índice de analfabetismo em Cachoeira

Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

No momento em que, pelo terceiro ano consecutivo, a sede do governo baiano é transferida oficialmente, no dia 25 de junho de 2010, para a cidade de Cachoeira – numa homenagem às lutas pela independência da Bahia, iniciadas na região naquela data do ano de 1822 –, a Secretaria Estadual da Educação (SEC) celebra a redução em quase 50% do analfabetismo no município. A conquista se dá por meio do programa Todos pela Alfabetização (Topa).

Segundo relatório do Ministério da Educação, nas duas primeiras etapas do Topa, na histórica cidade do Recôncavo foram beneficiados 1.920 dos 4.610 analfabetos, registrados no censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2000, na população acima de 15 anos.

“A gente percebe que nos municípios do Recôncavo há uma adesão muito grande ao Topa, o que resulta na melhoria da qualidade de vida da sua população. O acesso à leitura e à escrita desperta, sobretudo, o sonho do ingresso na faculdade”, afirmou a supervisora regional do programa na Diretoria Regional de Cruz das Almas, Denise Pimenta.

Lançado em maio de 2007, o Topa já alfabetizou 500 mil pessoas em duas etapas concluídas. Com aulas em andamento, a terceira etapa do programa conta com 482 mil alfabetizandos. Os números fazem da Bahia o estado campeão de alfabetização do país e referência para outros estados e para o Brasil Alfabetizado, do Ministério da Educação.

Presente em 415 municípios, o Topa vem devolvendo sonhos, resgatando a autoestima, unindo gerações e promovendo transformações na vida de milhares de pessoas. O sucesso do programa deve ser dividido com as 358 prefeituras e 675 entidades dos movimentos social e sindical.

“Transformar a Bahia em terra livre do analfabetismo é reescrever a história de uma população cujas oportunidades de acesso ao capital social, cultural e econômico foram limitadas pela política autoritária e excludente, que simplesmente ignorou o analfabetismo em nosso estado”, disse o secretário estadual da Educação, Osvaldo Barreto.

Preservação da identidade cultural e histórica

Cachoeira é uma das cidades baianas que mais preservam a sua identidade cultural e histórica, o que a faz um dos principais roteiros turísticos históricos do estado. Além disso, a imponência do seu casario barroco, das suas igrejas e museus levou Cachoeira a alcançar o status de Cidade Monumento Nacional.

Também é conhecida como Cidade Heróica, pela participação decisiva nas lutas pela independência do Brasil, a partir do Decreto 68.045, de 13 de janeiro de 1971, assinado pelo presidente Emílio Garrastazu Médici.

A transferência da capital baiana para Cachoeira está sustentada na Lei 10.695/07, aprovada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo governador Jaques Wagner.

Educação profissional no Território do Recôncavo

O Território do Recôncavo, que em 2007 passou a contar com oferta de educação profissional, foi um dos maiores beneficiados com a expansão dessa modalidade de ensino pelo governo da Bahia.

Já foram ofertadas 1,7 mil vagas em cursos técnicos de nível médio nas áreas de comércio, agropecuária, logística, segurança do trabalho, enfermagem, recursos pesqueiros, guia de turismo, meio ambiente, informática, programação de jogos digitais e agroecologia.

Os cursos, oferecidos nas cidades de Cachoeira, Santo Amaro, São Sebastião do Passé, Cruz das Almas e Santo Antônio de Jesus, são voltados a atender às demandas do território, de maneira que os jovens e trabalhadores possam ser beneficiados com o desenvolvimento socioeconômico e ambiental da região, tendo mais chances de inserção no mundo do trabalho e de permanecerem nos seus locais de origem.

Em Santo Antônio de Jesus, o governo inaugurou no último dia 11 o Centro Territorial de Educação Profissional do Recôncavo, que recebeu mais de R$ 3 milhões em investimentos, recursos oriundos do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE) e do Tesouro Estadual.

O Cetep do Recôncavo tem uma área construída de 1.797 metros quadrados, duas salas de aula, laboratórios de pirotecnia-montagem, pirotecnia-bombas, pirotecnia-cartonagem, informática, beneficiamento de café, beneficiamento de caju, beneficiamento de laticínios, química e empresa júnior. Conta ainda com sete salas administrativas, um centro de processamento de dados (CPD) e uma biblioteca.

Avanços

As 1,7 mil vagas ofertadas no Território do Recôncavo integram as 40 mil matrículas de educação profissional. Esse número representa um avanço de 1.000% na oferta de vagas, comparado ao início de 2007, quando o Estado oferecia 4.016 vagas para toda a Bahia.

Com a criação do Plano de Educação Profissional da Bahia, o Estado já implantou 27 centros territoriais de educação profissional e oito centros estaduais, além de contar com 140 unidades escolares, ofertando educação profissional em todos os territórios de identidade.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 107997 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]