Pelas beiradas

Logomarca do Jornal Grande Bahia.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.

Elano não é dos jogadores mais badalados por onde passa, muito menos na Seleção Brasileira, e talvez seja melhor assim. Enquanto os astros da equipe concentram a preocupação dos adversários, sobra o espaço para o meia ser um elemento surpresa na Copa do Mundo da FIFA África do Sul 2010.

Na vitória por 2 a 1 contra a Coreia do Norte, o jogador do Galatasaray deu a assistência para a abertura do placar e marcou o segundo, sendo um personagem crucial em uma partida na qual deu mais um passo em sua já longa trajetória sob o comando de Dunga.

Presente na estreia do treinador à frente da Seleção (empate com a Noruega em agosto de 2006) e autor de dois gols no primeiro triunfo do gaúcho no cargo – justamente contra a arquirrival Argentina, um mês depois -, Elano é parte integral da renovada base da equipe desde então. Seu papel no time foi quase sempre reforçado por seu trabalho tático e qualidade nas jogadas de bola aérea. No Mundial, porém, as coisas podem mudar um bocado e talvez se assemelhem mais ao início de sua carreira, quando deixou o Guarani em 2000 rumo ao Santos como um autêntico camisa 10.

“Procuro sempre fazer aquilo que me pedem, é o que venho fazendo desde a minha permanência na Seleção”, afirmou Elano em entrevista exclusiva ao FIFA.com. “Tenho recebido oportunidades para fazer o gol, e ele aconteceu. Foi uma das principais atuações da minha carreira, especialmente por ser uma Copa do Mundo. Fico feliz de agora ver meu nome gravado na competição.”

Sem alarde, o meia, de 29 anos recém-completados no dia 14 de junho, tem a chance de ampliar seus registros históricos na Copa no decorrer do Grupo G do torneio e em uma possível campanha do Brasil nos mata-matas, dependendo da dinâmica das partidas. Jogar ao lado de Kaká, Robinho e Luís Fabiano na linha de frente tem algumas vantagens. Além de o trio chamar mais atenção de marcadores, a qualidade técnica desses atletas também facilita o trabalho de quem estiver ao seu lado. No caso, Elano.

Um reflexo claro desse privilégio foi o gol que marcou no Ellis Park. Robinho fez grande jogada no campo de ataque, cortando em diagonal da esquerda para a direita. Elano se movimentou com inteligência e se preparou para receber o passe e tocar na saída do goleiro. “Tenho jogadores ao meu lado com bastante competência. É só ver o passe do Robinho para o gol. E tive a felicidade de mais uma vez ajudar a Seleção”, disse o jogador.

O detalhe do lance, segundo o meia, é que se tratou de algo insistentemente orientado por Dunga. “Treinamos muito essa jogada. Quando saí do jogo, recebi os parabéns do Dunga, que falou que cumpri o que havíamos ensaiado”, conta. Essa obediência e sua versatilidade ajudam a explicar a continuidade na equipe.

Elano superou e ainda enfrenta dura concorrência para assegurar o posto de titular na África do Sul 2010. Ramires, que ganhou sua vaga no time campeão da Copa das Confederações 2009, e Daniel Alves, que pode ser improvisado no setor, seriam as alternativas do treinador, que, por enquanto, descarta qualquer mudança. “Temos várias opções táticas, é questão de como o jogo estiver. Mas o time segue o mesmo, com ele jogando.”

É deste modo que segue o trabalho corriqueiro de Elano na Seleção, de preferência sem despertar um maior interesse dos oponentes. “Sempre me considerei um coadjuvante e fico tranqüilo assim, nunca me preocupo em ser a estrela”, afirmou. “Foi dessa maneira que venci na carreira. Quero mesmo é ser parte de um grupo vencedor.”

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 120508 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.