Paulo Souto, José Ronaldo e Tarcízio Pimenta participam de encontro na Associação Comercial e entidades indicam soluções para Feira de Santana

Paulo Souto, José Ronaldo e Tarcízio Pimenta participam de encontro na Associação Comercial e entidades indicam soluções para Feira de Santana.
Paulo Souto, José Ronaldo e Tarcízio Pimenta participam de encontro na Associação Comercial e entidades indicam soluções para Feira de Santana.

paulo-souto-jose-ronaldo-e-tarcizio-pimenta-participam-de-encontro-na-associacao-comercial-e-entidades-indicam-solucoes-para-feiraRepresentantes de entidades de classe apresentaram, na tarde desta quarta-feira (16/06/2010), na Associação Comercial, uma carta com propostas coletivas indicando soluções para problemas cruciais de Feira de Santana e que também resultam em progresso e desenvolvimento em todos os setores. As propostas vão integrar o projeto “Soluções – a Bahia como a gente quer”, que está sendo desenvolvido pelo candidato ao governo da Bahia pelo Democratas (DEM), Paulo Souto, visando a elaboração de um programa de governo participativo.

Em nome das diversas entidades de classe que assinaram o documento, o presidente da Associação Comercial de Feira de Santana, Armando Sampaio, elencou as principais propostas das entidades, não somente referentes aos seus respectivos setores como de forma mais ampla contemplando todo o município. As propostas abrangeram as áreas comercial, industrial, cultura, esporte, lazer, pecuária, mercado informal, educação e infra-estrutura.

Acompanhado do candidato ao Senado Federal, José Ronaldo de Carvalho; do candidato a vice-governador, Nilo Coelho; e do presidente estadual do PSDB, Antônio Imbassay; Paulo Souto ressaltou a importância de conhecer as necessidades locais de cidades e regiões para elaborar propostas em concordância com os interesses da população. “Queremos ouvir o que as entidades representativas pensam a respeito da cidade, região e seus setores. O momento é de ouvir. Muitas coisas apresentadas aqui serão aproveitadas no projeto”, frisou, ao assumir o compromisso de concluir o Centro de Convenções e o Teatro.

Para o prefeito Tarcízio Pimenta, as classes produtoras estão tendo a oportunidade de se manifestarem e incluírem no programa de governo as aspirações. “É um projeto muito corajoso e muito importante. “As aspirações não são unicamente das associações e entidades, mas de toda a sociedade”, frisou.

O ex-prefeito e candidato ao Senado, José Ronaldo, ressaltou a importância da iniciativa para dar oportunidade à sociedade a se expressar e dizer o que pensa para os próximos quatro anos para a região e para o Estado. “Aqui Paulo Souto não fará promessas, mesmo porque não é de sua índole, não é estilo dele. As propostas vão ser incluídas no plano de governo”, afirmou.

O presidente do Sindicato da Indústria Vestuária de Feira de Santana, Edson Nogueira, destacou um marco na história de Feira de Santana. “Temos duas épocas em Feira de Santana: antes e depois de José Ronaldo. Esta relação de apoio, precisamos dos futuros governadores do Estado. O setor de confecções precisa mostrar força”.

Já o presidente do Sindicato dos Vendedores Autônomos, Robson Leite, observou a importância do setor informal, em função de contar com a mão-de-obra de inúmeras famílias. “O vendedor ambulante é amigo do comerciante”, afirmou, ao propor a implantação de um grande camelódromo.

Reivindicações também foram apresentadas pelo presidente do Sindicato dos Produtores Rurais, Carlos Henrique Cerqueira. “Ouvimos, ao longo dos últimos quatro anos, somente promessas e o do Estado nada fez”, lamentou, a defender a revitalização do setor agropecuário.

Paulo Souto apresenta propostas para revolucionar a saúde pública 

“Vamos promover uma verdadeira revolução no acesso do cidadão aos serviços públicos de saúde na Bahia”. É com essa determinação que o candidato democrata ao governo estadual, Paulo Souto (DEM), traça sua proposta de política de saúde, que prevê a construção de seis novos hospitais gerais no estado, um hospital de referência em oncologia e novidades como os Centros de Especialidade Integral e o Transporte em Saúde.

Souto explica que os Centros de Especialidade Integral são unidades de assistência local que oferecerão atendimento de média complexidade em especialidades médicas (consultas) e de apoio ao diagnóstico (exames) aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). “O objetivo é complementar as ações de atenção básica do Programa de Saúde da Família (PSF) e das Unidades Básicas de Saúde (UBS) nos municípios”.

O Centro de Especialidade Integral segue o mesmo conceito das policlínicas anunciadas pelo candidato tucano à Presidência da República, José Serra, na convenção nacional do PSDB, realizada em Salvador. “Haverá um Centro de Especialidade Integral em cada região do estado, com médicos especialistas e equipe multidisciplinar de profissionais, realizando ações curativas e de promoção da saúde, fortalecendo a descentralização e a regionalização”, informa Souto.

Na política de saúde democrata está prevista a expansão do Programa de Saúde da Família (PSF). Depois de a gestão de Paulo Souto ter elevado a cobertura do PSF de 22% para 51% da população, o programa praticamente estagnou no atual governo, atingindo apenas 56% dos habitantes baianos. “A ampliação desse importante programa de assistência básica, desprezado pelo atual governo, é indispensável ao sucesso da nossa política de saúde. São os agentes comunitários e a estrutura do PSF que sinalizarão as demandas e o encaminhamento dos casos aos Centros de Especialidade Integral”.

Um problema sério que tem solução prevista pelo candidato democrata ao governo estadual é o transporte dos cidadãos aos serviços de saúde. De acordo com estatísticas do SUS, além do índice alto de absenteísmo em consultas, grande parcela de exames prescritos não é realizada e, quando o é, não é entregue, por que faltam recursos aos usuários para o transporte.

“Para resolver este problema desenvolvemos o Transporte em Saúde. Trata-se de um sistema de transporte rodoviário, apropriado e gratuito, para conduzir o usuário do SUS com incapacidade física ou econômica de uma cidade para outra, quando precisar de exames e consultas especializadas, em articulação com o PSF e os Centros de Especialidade Integral, com vistas à complementação diagnóstica e ao tratamento diferenciado”, explica o candidato democrata.

O Transporte em Saúde, segundo Paulo Souto, será um serviço eletivo com agendamento prévio, sem urgência, oferecido de forma planejada, com qualidade e conforto, dando acesso àqueles que buscam o SUS. “O Transporte em Saúde vai ampliar o acesso dos cidadãos aos serviços de saúde pública com garantia de integralidade da assistência, um dos principios do SUS”, afirma.

A falta de leitos hospitalares na rede pública do estado causou a morte de 423 pessoas no ano passado, em Salvador. Esses pacientes não puderam ser transferidos dos postos de saúde para os hospitais estaduais, onde deveriam ser internados para os devidos procedimentos cirúrgicos necessários ao restabelecimento da saúde.

Para evitar a repetição de tragédias desse tipo, o candidato democrata Paulo Souto incluiu em sua proposta de política de saúde a construção de novos hospitais, que reafirmam seu compromisso histórico com a interiorização dos serviços públicos de saúde.

“Pretendemos construir seis novos hospitais gerais regionais, sendo cinco com 150 leitos cada e um com 200 leitos nas regiões de maior carência de assistência hospitalar, funcionando como referência para média e alta complexidade na sua respectiva microrregião”, informa o candidato democrata.

Em seu último governo, Souto construiu os hospitais do Oeste, em Barreiras, o de Ribeira do Pombal, o Dantas Bião, em Alagoinhas, o Instituto do Coração e a Maternidade José Maria de Magalhães, em Salvador. Além disso, o ex-governador iniciou as obras dos hospitais de Irecê e de Juazeiro, concluídos na atual administração.

Com as novas unidades hospitalares planejadas pelo candidato democrata, a ideia é acrescentar ao atual sistema mais de três milhões de pessoas atendidas, mais de 1 milhão de consultas, 125 mil cirurgias, 2,5 milhões de procedimentos especializados, 1,5 milhões de exames laboratoriais, 100 mil exames de anatomia patológica, 360 mil exames de Raio-X, 80 mil ultrassonografias e 60 mil procedimentos de ecografia. “Queremos envolver mais de mil médicos, mais de dois mil enfermeiros e 1.700 outros profissionais, afora pessoal terceirizado”, informa o ex-governador.

Outra importante iniciativa na área de saúde que pretende adotar o candidato democrata é a criação de um hospital de referência em oncologia, para liderar a rede de tratamento do câncer no estado. A Bahia não dispõe de unidade pública estadual que ofereça à população assistência integral especializada, no modelo de Centro de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon).

“A nossa proposta é que esse novo estabelecimento de saúde tenha como diferencial oferecer, no âmbito público, tratamento especializado e gratuito de alta complexidade num mesmo local, desde o diagnóstico até a reabilitação completa, bem como formação de recursos humanos especializados, além de residência médica”, diz Souto.

Outra medida a ser adotada no caso de vitória democrata é a implantação do Programa de Garantia de Cirurgias. “Nossa meta com essa iniciativa é já no segundo ano de governo, estabelecer o prazo de até 90 dias para a realização de cirurgias eletivas depois do encaminhamento dos casos pelos Centros de Especialidade Integral”, afirma o ex-governador, acrescentando que o programa vai beneficiar a população dos 417 municípios baianos, abrangendo toda a rede conveniada ao SUS e a rede pública.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116505 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.