ONU pede que mundo não esqueça os 15 milhões de refugiados

Jornal Grande Bahia compromisso em informar.Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

Dia Mundial do Refugiado é celebrado domingo, 20 de junho de 2010; data este ano ressalta a necessidade de se garantir que os refugiados tenham um local para chamar de casa quando retornam para os próprios países ou quando encontram abrigo em outras nações.

As Nações Unidas estão marcando o Dia Mundial do Refugiado com apelo para que governos e indivíduos não esqueçam os 15 milhões de homens, mulheres e crianças afetados por conflitos e perserguições, e que não podem voltar para os locais de origem.

A data, celebrada no domingo, 20 de junho, ressalta a necessidade de se garantir que os refugiados tenham um local para chamar de casa quando retornam para os próprios países ou quando encontram abrigo em outras nações.

Declínio

Em relatório recente, o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, mostra o pior declínio no número de retornos dos últimos 20 anos. Foram apenas 250 mil no ano passado.

Em entrevista à Rádio ONU, de Santos, o porta-voz do Acnur no Brasil, Luiz Fernando Godinho, falou sobre a importância do Dia Mundial do Refugiado.

“Esse número dá uma dimensão sobre o problema e o tamanho dessa questão que involve seres humanos, ações provocadas pela própria humanidade e que geram esses fluxos forçados, essas migrações forçadas”, afirmou.

Brasil

Godinho disse que é preciso chamar a atenção para a questão também no Brasil. O país possui, de acordo com dados do governo, quase 4,3 mil refugiados.

A maioria dessas pessoas tem origem no continente africano, cerca de 65% mas a população de refugiados no Brasil é bastante diversificada, com 76 nacionalidades diferentes.

*Com informação da Rádio ONU em Nova York

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]