Nações Unidas chocadas com morte de civis em ataque na costa de Gaza

Jornal Grande Bahia compromisso em informar.Jornal Grande Bahia compromisso em informar.


Segundo agências de notícias, pelo menos nove pessoas morreram quando comandos israelitas atacaram o maior barco da frota, confrontando-se com cerca de 500 pessoas que seguiam a bordo.

O Conselho de Segurança reúne-se esta segunda-feira para debater a crise desencadeada pelo ataque de Israel contra navios que transportavam ajuda humanitária para Gaza.
Segundo agências de notícias, pelo menos nove pessoas morreram quando comandos israelenses atacaram o maior barco da frota com cerca de 500 pessoas a bordo.

Águas Internacionais

O incidente aconteceu na madrugada desta segunda-feira a cerca de 60 km da costa de Gaza.
O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, disse estar chocado com o número de mortos e feridos durante o incidente. Falando em Kampala, no Uganda, onde se encontra em visita oficial, ele lembrou que os barcos transportavam ajuda humanitária e que o ataque teve lugar aparentemente em águas internacionais.

O Secretário-Geral condenou a violência e pediu a realização de um inquérito para determinar as circunstâncias desse ato sangrento.

Ban disse ainda que Israel deve fornecer com urgência uma explicação sobre o incidente.
Comportamento Chocante

O relator especial da ONU sobre os Territórios Ocupados Palestinos, Richard Falk, apelou à comunidade internacional para levar à justiça os responsáveis pela morte de ativistas desarmados.
Ele disse que Israel é culpado de comportamento chocante ao usar armas contra civis em navios que se encontravam em alto mar, onde existe a liberdade de navegação.

*Com informação da Rádio ONU em Nova York.*

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]