Exportação baianas registram crescimento de 60,1% em maio

Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

As exportações baianas continuam em ritmo de crescimento. O estado registrou expansão de 60,1% nas vendas para o exterior no mês de maio, frente ao mesmo período de 2009, e de 16,4%, em relação a abril. As exportações totalizaram US$ 730,5 milhões, conforme os resultados do Núcleo de Comércio Exterior da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria do Planejamento.

“Este resultado é o melhor obtido no ano”, afirma o secretário do Planejamento, Antônio Alberto Valença, “o que reforça a percepção de que as vendas externas interromperam a trajetória de queda provocada pela crise e a economia baiana já está recuperada”. Ele recorda ainda que o aumento da produção industrial da Bahia está diretamente ligado à dinâmica do mercado interno e à recuperação da economia internacional, principalmente, da América Latina e dos Estados Unidos.

“A expansão das exportações decorre, principalmente, do aumento das vendas de petróleo, petroquímicos e celulose. Até maio o incremento nos preços desses produtos alavancou o volume de vendas”, explica o coordenador de Comércio Exterior da SEI, Arthur Souza Cruz. “Enquanto os preços médios dos produtos exportados pelo estado se elevaram 18% no período, o volume físico exportado cresceu 28,7%, contribuindo para aumentar o nível de atividade”, diz.

As importações baianas também apresentaram expansão no mês de maio (40,4%) em relação a maio de 2009. Na comparação maio/abril de 2010, o aumento foi de 2,2%, ritmo menor que o verificado em meses anteriores. No mês passado, as compras externas foram menos intensas no setor de combustíveis, e de matérias-primas e bens intermediários. O valor total das importações alcançou US$ 569,5 milhões.

Melhor resultado histórico para o mês

De acordo com a coordenação de Comércio Exterior, o volume de exportações, em maio, é o melhor resultado histórico mensal para o mês, com exceção de 2008, que teve o desempenho inflado pelo fim da greve dos auditores da receita federal à época.

No acumulado de janeiro a maio de 2010, as exportações cresceram 52% – US$ 3,4 bilhões – em comparação ao mesmo período de 2009. As importações tiveram crescimento ainda maior nos cinco primeiros meses do ano, 73,6% – US$ 2,7 bilhões. Portanto o saldo comercial da Bahia nesse período foi de US$ 731 milhões, 4% maior que os US$ 703 milhões contabilizados em igual período de 2009.

Os Estados Unidos voltaram a assumir a liderança como parceiro comercial da Bahia. Até maio as vendas para o mercado americano aumentaram 106%. Já as exportações para a América Latina e China cresceram 82% e 39%, respectivamente. Devido à crise da Europa, o crescimento das exportações para o velho continente foi um pouco menor (28,4%).

Do valor total exportado de janeiro a maio, US$ 545 milhões corresponderam às vendas de óleo combustível (crescimento de 246,2%), celulose (133%), petroquímicos (90%), soja em grão (26,5%) e automóveis (12,2%), que foram os principais destaques. Por categoria, os embarques de produtos básicos cresceram 55%, enquanto os produtos semimanufaturados e manufaturados avançaram 26% e 47%, respectivamente.

A importação aumentou em todas as categorias de produtos, sendo que o principal destaque foram as compras de automóveis que subiram 76,1% (US$ 313,4 milhões). Por fator agregado, os bens de capital atingiram crescimento de 75% (U$ 620,8 milhões), matérias primas 51% (U$ 1,03 bilhão), bens de consumo 28,1% (U$ 296,3 milhões) e combustíveis e lubrificantes 27,1% (U$ 742,8 milhões).

 

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 107996 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]