Celso Amorim impulsiona comércio brasileiro com a Polônia

Logomarca do Jornal Grande Bahia.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.

Varsóvia, 18 junho de 2010 (EFE).- O ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim, se reuniu hoje em Varsóvia com líderes locais com o objetivo de impulsionar o comércio e a cooperação militar entre os dois países.

Amorim, quem visita Polônia pela primeira vez, manteve encontros com o presidente do Senado polonês, Bodgan Borusewicz, o ministro da Defesa, Bogdan Klich, e a vice-secretária de Estado de Exteriores, Grazyna Bernatowicz.

A presença do chanceler sul-americano procura aumentar as relações comerciais com a Polônia, país para o qual anualmente são exportados produtos avaliados em US$ 303 milhões, segundo explicaram à Agência Efe fontes diplomáticas brasileiras, enquanto as importações atingiram os US$ 271 milhões.
O saldo da balança comercial é positivo para o Brasil, que exporta ao país componentes automotivos, tabaco e peles, e compra automóveis, tratores, móveis e plásticos.

Além de vínculos comerciais, os países mantêm uma estreita relação graças à importância da comunidade polonesa no Brasil, especialmente nos estados do Sul, onde se estima que vivem 2 milhões de cidadãos de origem polonesa.

Esta presença foi uma das chaves para que o Brasil fosse o primeiro país latino-americano a reconhecer a independência da Polônia em 1918, após a Primeira Guerra Mundial.

Amorim quer aprofundar as relações e estendê-las à cooperação científica, sobretudo na área agrícola, biotecnológica e em matéria de energias renováveis.

A visita do chanceler brasileiro, que coincide com os 90 anos de relações entre ambos os países, será encerrada com uma reunião com o vice-primeiro-ministro polonês, Waldemar Pawlak, antes de Amorim viajar à Bósnia para continuar sua turnê europeia de sete dias.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109993 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]