Casa do Samba de Santo Amaro sedia encontro baiano de culturas populares

Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

Com o objetivo de enviar propostas para o Plano Setorial de Culturas Populares do Ministério da Cultura, o Núcleo de Culturas Identitárias da Secretaria de Cultura do Estado quer ouvir colaborações de todo o setor. No dia 09 de junho de 2010, às 9h, a cultura popular tem encontro marcado no município de Santo Amaro da Purificação, a 72 km de Salvador. A reunião vai acontecer na Casa do Samba, com o objetivo de coletar sugestões para o Plano Setorial de Culturas Populares, em construção pelo Governo Federal através do Ministério da Cultura (MinC).

“O encontro é focado para qualquer pessoa interessada em colaborar na construção deste Plano Nacional de Desenvolvimento da Cultura Popular”, afirma o diretor do Núcleo de Culturas Identitárias da Secretaria de Cultura do Estado, Hirton Fernandes. O evento é realizado em parceria com a SecultBA e a Associação dos Sambadores e Sambadeiras do Estado da Bahia (Asseba).

“Estamos trabalhando com o Conselho Nacional para criação do Plano Nacional de Culturas Populares. Esse evento garante, principamente, a reunião com as lideranças. Da reunião vamos tirar propostas para compor o Plano e o Fundo Específico de Culturas Populares”, explica o representante da Região Nordeste do Colegiado Nacional de Culturas Populares, Rosildo Moreira.

Moreira explica que, o Colegiado de Culturas Populares ligado ao Conselho Nacional está buscando novas propostas para aumento dos recursos. “A proposta inicial é a solicitação de 15% do montante do MinC reservado para as culturas populares. Esse recurso deverá ser locado nos três órgãos do Sistema Nacional de Cultura, ligados ao Ministério da Cultura”, defende Moreira.

Colegiado

Os Colegiados de Culturas Populares e o de Culturas Indígenas, ligados ao Ministério da Cultura, possuem dois integrantes baianos, Rosildo Moreira e Raoni Pataxó. “Ter representantes baianos no colegiado é muito bom. Eles dialogam diretamente com o Ministério da Cultura, trazendo as demandas da sociedade civil, e são excelentes representantes na construção do Plano Setorial das Culturas Populares, assim como no Plano Setorial das Culturas Indígenas”, explica Hirton Fernandes. A principal demanda dos colegiados neste ano é a implantação de um Fundo específico, diretamente aplicável na proteção e na promoção da diversidade cultural em nosso país.

Núcleo de Culturas Populares

Desde 2007, a SecultBA vem investindo em ações com foco na promoção da diversidade cultural. Para isso, o Núcleo de Culturas Identitárias vem articulando encontros e ações que destacam as diversas culturas populares em todo Estado. “A Bahia foi o único Estado do país a realizar as pré-conferências setoriais das culturas populares e a das culturas indígenas, que aconteceram em outubro de 2009, em Salvador e Ibotirama, respectivamente. Assim, nós encaminhamos seis delegados eleitos para a Nacional e temos agora dois representantes da Bahia nos respectivos Colegiados”, complementa Fernandes.

Em setembro, está prevista a realização dos Encontros com as Culturas Identitárias, que acontecerão durante quase todo o mês no Centro Histórico de Salvador e em espaços culturais da Secretaria de Cultura. Para isso, a SecultBA realizou o cadastramento de grupos populares que estão sendo selecionados para participar da programação dos Encontros.

Esses encaminhamentos se alinham às 32 propostas prioritárias aprovadas em março durante a 2ª Conferência Nacional de Cultura. “Com isso, avançamos no processo de planejamento de políticas públicas para as Culturas Populares”, explica Hirton. “Esse planejamento está sendo feito através do diálogo entre a sociedade e o Estado. É o momento de ampliarmos o nosso conhecimento do universo das Culturas Populares. Dessa forma, trabalhamos alinhados também com a construção dos Sistemas Nacional e Estadual de Informações Culturais, com informações que balizem a implementação de políticas públicas na Bahia”, explica Hirton Fernandes, diretor do Núcleo de Culturas Populares e Identitárias da SecultBA.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108637 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]