Camaratas da OSBA fazem concertos gratuitos em Salvador

Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

O projeto Cameratas da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba) tem novas apresentações, neste mês, levando música de qualidade aos quatro cantos de Salvador, para públicos diversificados e com entrada franca. Os grupos Opus Lúmen e Quatro Solar fazem concerto na terça-feira (8), às 15h, para as crianças da Legião da Boa Vontade (LBV), na rua Porto dos Mastros, 19, Ribeira.

Na próxima quinta-feira (10/06/2010) o Quadro Solar se apresenta para os jovens e adolescentes do Colégio Estadual Úrsula Catharino, na Travessa do Rosário, Centro, também às 15h. Já o Trio Pastorale é atração para a comunidade universitária, na mesma quinta-feira e na próxima terça-feira (15), às 19h30, no Instituto de Matemática da Universidade Federal da Bahia (Ufba), localizado no PAF de Ondina.

As Cameratas mantêm a programação de apresentações abertas ao público, em locais como hospitais, escolas, igrejas e associações de bairros. As solicitações podem ser feitas pelo telefone (71) 3117-4842. O projeto tem o apoio Secretaria de Cultura, por meio da Fundação Cultural do Estado e do Teatro Castro Alves (TCA).

O Trio de Palhetas Opus Lúmen é mais uma das clássicas formações de grupos de câmera, com três instrumentos de sopro que utilizam palhetas: dois são tocados com palheta dupla – o oboé e o fagote -, e um com palheta simples, a clarineta. É formado pelos músicos Gustavo Seal, no oboé, Solamy Oliveira, na clarineta, e Cláudia Sales, no fagote.

Criado em 2001, o Quadro Solar é composto por Andréa Bandeira (flauta), Mário Gonçalves (violino), Alexander Cichilov (viola) e Cândida Lobão (violoncelo). Tocar os Quartetos para flauta e cordas de A .W. Mozart, explorando o repertório para essa formação, foi o que motivou a criação do Quadro Solar.

Embora o termo quarteto seja associado como gênero a instrumentos de cordas, alguns compositores não se prenderam a essa formação padrão (dois violinos, viola e violoncelo), substituindo um dos violinos do quarteto de cordas por um piano ou um instrumento de sopro como a flauta. Além de Mozart, fazem parte do repertório do grupo obras de Rossini, Bach, L. Boccherini e G. Gershwin.

O trio Pastorale reúne músicos de grande experiência em instrumentos de sopro e que dominam amplo repertório erudito e popular: Pedro Robatto (clarinete), Diana Abadjieva (oboé) e Jean Marques (fagote).

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 114860 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.