Programa Mais Cultura investe R$ 22 milhões na Bahia

Ministério da Cultura e Governo do Estado anunciam pacote de ações para melhoria de equipamentos públicos e incentivo a atividades artísticas da sociedade

O Ministério da Cultura (MinC) e o Governo do Estado da Bahia estão investindo R$ 22,3 milhões do Programa Mais Cultura para apoiar ações culturais desenvolvidas pela sociedade e melhorar as condições de funcionamento de equipamentos públicos no estado. Os recursos serão anunciados pela secretária de Articulação Institucional do Ministério da Cultura, Silvana Meireles neste domingo, dia 30 de maio de 2010, na abertura do VI Encontro de Dirigentes Municipais de Cultura da Bahia. Ela representa o ministro da Cultura, Juca Ferreira no evento, que acontece às 20h, na Sala Principal do Teatro Castro Alves, em Salvador.

Os investimentos fazem parte de convênios entre o Programa Mais Cultura e o governo da Bahia, que totalizam R$ 13,12 milhões da União e contrapartida de R$ 6,18 milhões do estado. Outros R$ 3 milhões são investimentos diretos do MinC para o financiamento de 243 projetos culturais selecionados na Bahia, por meio do edital Microprojetos Mais Cultura para a região do semiárido.

A Bahia foi o primeiro estado a assinar o acordo de cooperação para executar em parceria as ações do Programa Mais Cultura, destaca Silvana Meireles, que também é coordenadora executiva do Programa. “Os governos devem somar esforços. Essa articulação é essencial para a construção de uma política cultural republicana e federada. Os estados e municípios têm o importante papel de dar capilaridade às ações do programa, ampliando a oferta de cultura e melhorando a qualidade de vida da população”, afirma.

Dos recursos conveniados, o maior aporte é para bibliotecas públicas: R$ 8,2 milhões. Deste total, R$ 5,5 milhões são para modernização de cem bibliotecas públicas municipais, R$ 1,15 milhão para a qualificação de 23 bibliotecas comunitárias e R$ 1,5 milhão para a modernização da Biblioteca Pública do Estado da Bahia.

Os investimentos contemplam, ainda, editais para premiação, com R$ 20 mil cada (totalizando R$ 5,2 milhões) de 260 iniciativas da sociedade civil que desenvolvam projetos na área de livro e leitura (Pontos de Leitura), e para seleção e formação de 572 agentes de leitura, no valor de R$ 3,7 milhões. Os agentes são jovens entre e 18 e 29 anos que atuarão na democratização do acesso ao livro e formação leitora, por meio de visitas domiciliares, empréstimos de livros, rodas de leitura, contação de histórias, criação de clubes de leitura e saraus literários abertos à população em geral.

Outros R$ 1,2 milhão serão investidos, via edital, na seleção de 70 iniciativas de entidades sem fins lucrativos e instituições governamentais que atuam com propostas lúdicas e culturais para crianças e adolescentes, no valor de R$ 18 mil cada (Pontinhos de Cultura).

Para democratizar o acesso da população baiana ao cinema, já foram liberados R$ 900 mil para a seleção de 60 Cines Mais Cultura. O edital já está aberto e os projetos podem ser enviados por entidades sem fins lucrativos até 23 de julho. Os Cines Mais Cultura são espaços para a exibição gratuita de filmes e recebem equipamento de projeção digital, obras brasileiras e oficina de capacitação no valor de R$ 15 mil cada. A abertura dos demais editais deverá ocorrer ao longo de junho.

Microprojetos Mais Cultura

Ação inédita do Ministério da Cultura, o Microprojetos Mais Cultura selecionou, por meio de edital, 243 projetos de artistas, grupos independentes e pequenos produtores culturais da Bahia, estado que mais apresentou propostas: 1.183. Os contemplados estão recebendo R$ 3 milhões, de um total de R$ 13,5 milhões destinados a premiação de 1,2 mil projetos selecionados nos 11 estados da região do semiárido. Cada contemplado recebe entre um e 30 salários mínimos, de acordo com a proposta apresentada.

Os microprojetos culturais integram o conjunto de ações do Programa Mais Cultura, que está na agenda social do governo federal e tem como principal missão fomentar projetos artísticos desenvolvidos pela sociedade e democratizar o acesso da população a equipamentos e serviços culturais.

Serviço:

Anúncio de investimentos do Programa Mais Cultura na Bahia, na abertura do VI Encontro de Dirigentes Municipais de Cultura da Bahia

Teatro Castro Alves – Sala principal, Praça Dois de Julho, s/nº, Campo Grande, Salvador-BA

Domingo, 30 de maio, às 20h

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).