Presidente do Sindicato dos Radialistas e âncora do Ronda Policial, Valter Vieira é ameaçado de morte pelo prefeito de Serra Preta

Valter Vieira: “tenho recebido ligações de fontes alertando que o prefeito de Serra Preta, Adeil Figueiredo (PMDB), contratou uma pessoa com objetivo de intimidar fisicamente.".

Valter Vieira: “tenho recebido ligações de fontes alertando que o prefeito de Serra Preta, Adeil Figueiredo (PMDB), contratou uma pessoa com objetivo de intimidar fisicamente.”.

Um dos mais destacados profissionais de imprensa de Feira de Santana, Valter Vieira, presidente do SITRERT (Sindicato dos Radialistas de Feira de Santana) e âncora do programa Ronda Policial (Rádio Subaé 1080 AM – diariamente das 12 ás 14 horas). Procurou a redação do JGB com graves denúncias e provas de que está sendo emaçado de morte por parte do prefeito de Serra Preta, Adeil Figueiredo (PMDB). O advogado Fernando Oliveira também manteve contato conosco e nos informou que está acompanhando o acaso e que ingressa com medidas judiciais no Tribunal de Justiça com o objetivo de preservar a vida do radialista, intimado o prefeito a prestar esclarecimentos.

Valter Vieira denunciou: “Tenho recebido ligações de fontes alertando que o prefeito de Serra Preta, Adeil Figueiredo (PMDB), contratou uma pessoa com objetivo de intimidar fisicamente aplicando-me uma surra. Posteriormente a mesma fonte me informou que houve novo contato pessoal entre eles, com a finalidade de ‘dar um tiro’ e tirar a minha vida.”

Vieira acredita que o comportamento do prefeito Adeil, se deve às críticas que a comunidade serra-pretense vem fazendo durante o programa de rádio Ronda Policial à administração do alcaide. Na opinião do presidente do SITRERT “o prefeito não tem cumprido as promessas de campanha e o município vive um momento de total abandono, o povo tem reclamado e nos estamos cumprido o nosso papel constitucional de dar voz a população”.

Não compreender que o papel da imprensa é o de evidenciar os erros da administração. Para que os gestores possam conduzir-se no correto caminho do bem comum. Aponta para a incapacidade de ocupar um cargo republicano por parte de Adeil. As acusações são graves e necessitam de uma profunda apuração por parte do Ministério Público Estadual. O radialista nos trouxe gravações e no instante em que se encontrava na redação do JGB, recebeu outra ligação confirmando e acrescentando novos fatos.

A sociedade deve estar vigilante porque sem uma imprensa livre não existe democracia e sem democracia liberdade. Nós nos colocamos de forma solidária ao colega de imprensa, no momento em que vê sua integridade física ameaçada. Também esta ameaçada a própria liberdade da sociedade de ser informada, por pressões políticas e ameças de morte. Lamentavelmente ainda vivemos dias como este no Brasil.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).