Prefeito João Henrique assina aditivo de R$ 13 milhões para o metrô

Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

O prefeito João Henrique e o secretário municipal dos Transportes Urbanos e Infraestrutura, Euvaldo Jorge, assinaram, na manhã desta sexta-feira (14/05/2010), o aditivo de R$ 13 milhões autorizado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) para a construção do Pátio de Assistência de Manobras (PAM) e das vias em solo mole. Imediatamente após a assinatura, foi entregue notificação ao diretor do consórcio Metrosal, Renalberto Ferro, dando início à aquisição do aditivo.

O recurso foi solicitado pelo Metrosal há seis meses para que fosse possível a construção do PAM, na área logo após a estação do Acesso Norte. O pátio, um espaço para realização de manobras e de manutenção dos veículos metroviários, é imprescindível para a operacionalização do metrô.

O prefeito João Henrique detalhou que, no projeto inicial do metrô, o PAM estava previsto para ser construído após todo o percurso do sistema (12 quilômetros). Como o governo federal dividiu a obra em duas etapas, foi necessário fazer novo pedido à mesma instância para a construção da área após os primeiros seis quilômetros.

“A cada passo temos que ter previamente a concordância do TCU, da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e do Ministério das Cidades”, disse o prefeito. “A gente só pode fazer o que a CBTU autoriza, o que o CTU autoriza e o que o Ministério das Cidades autoriza”, afirmou.

Com a construção do PAM e das vias em solo mole, a Prefeitura conclui os 2% restantes das obras civis do metrô. “Nos cinco anos de nossa gestão avançamos de 25% para 98% na construção do metrô, mesmo tendo que gerenciar várias crises”, observa João Henrique.

Finalizados as obras civis e o processo de energização até o final de setembro, começam as fases de revisão dos trens, conforme previsto no contrato com a fabricante, montagem interna no comando de equipamentos, testes operacionais e capacitação dos profissionais. Há ainda estudos referentes à avaliação comercial e redimensionamento da frota de ônibus.

“É uma obra complexa, que envolve todo um mecanismo operacional. Salvador nunca teve metrô e não tem mão-de-obra suficiente para sua operacionalização”, disse o prefeito.

Escadas rolantes e elevadores – Durante a assinatura do aditivo, o prefeito anunciou o processo de instalação das escadas rolantes e de elevadores das quatro estações no perímetro dos seis primeiros quilômetros do metrô – Campo da Pólvora, Lapa, Bonocô e Acesso Norte. Também serão substituídas as escadas rolantes da Estação de Transbordo da Lapa. Ao todo, a Prefeitura fará a instalação de 33 elevadores e 14 escadas rolantes.

João Henrique destaca que há 30 anos, desde sua inauguração, a Estação da Lapa não passou por nenhuma grande intervenção. “Nós não podemos conviver com uma estação que foi construída para um milhão e meio de pessoas e hoje temos 3 milhões”, observou.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108791 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]